Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Bolsonaro: brasileiros “experimentam ditadura” com isolamento social

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) compareceu neste sábado (09) em um estabelecimento de mulheres venezuelanas em São Sebastião, no bairro Morro da Cruz. No local, ele afirmou que a população brasileira estaria “experimentam ditadura” com isolamento social. Toda a conversa foi transmitida no Facebook ao vivo.

O presidente chegou a dizer que o Brasil estaria vivendo “a ditadura venezuelana”. “População brasileira, veja o que vocês têm e o que podem perder. Mais importante do que sua vida é sua liberdade. Nosso Exército jamais irá para as ruas forçar alguém a ficar em casa”, declarou.

O chefe do executivo ainda disse que a responsabilidade das medidas de isolamento social era de governadores e prefeitos e que não poderia resolver isso na canetada. “Chegou no limite esta política, não está dando certo”, criticou ele.

Ele também afirmou que quem abre mão da sua liberdade, deverá ficar sem liberdade e segurança no futuro. Como é comum, as declarações foram dadas sem citar dados ou medidas concretas.

Bolsonaro também admitiu que a educação no Brasil não é boa e, de acordo com ele, ficaria ainda pior com está política do fecha tudo.

Veja o vídeo na íntegra aqui.

Bolsonaro e situação inusitada

Bolsonaro também passou por uma situação um tanto inusitada na visita. Na tentativa de mostrar que o isolamento e prejudicial e seria responsável pela fome no país, ele pediu para que a geladeira das venezuelanas no local fosse aberta.

Feito isso, Bolsonaro percebeu que havia diversos itens, o que não colaborou para dar embasamento a sua tese. Mesmo diante deste cenário, ele continuou a tecer críticas contra o isolamento social.

Contrariando o que dizem especialistas e mesmo diante do colapso no sistema de saúde do Brasil, Bolsonaro minimizou a necessidade de isolamento.  “Essa política do fique em casa não é para proteger as pessoas, é apenas uma medida para sufocar a economia”

As mulheres que receberam Bolsonaro saíram da Venezuela em busca de melhores condições, após a crise que o país enfrenta.

Nesta semana, o presidente também declarou que não está contente de fornecer auxílio para população. Mesmo com outros países sem registros de caso da Covid-19, Bolsonaro alegou que o vírus veio para ficar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.