Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Bolsa Família: em 2016 programa pagava menos e valia mais. Entenda

De acordo com os dados oficiais da inflação, em 2016 Bolsa Família acaba valendo mais do que o que se paga atualmente

O Governo Federal deve acabar com esta atual versão do Bolsa Família dentro de mais alguns meses. Até o fim do projeto, muito se fala sobre a questão dos valores do benefício em questão. Hoje, de acordo com informações do próprio Ministério da Cidadania, esse é um programa que paga uma média mensal de R$ 189 por pessoa.

Em 2016, quando o país ainda estava sob o comando da Presidente Dilma Rousseff (PT), o valor médio mensal do programa era mais baixo. Ainda de acordo com o Governo Federal, no mês de abril daquele ano o patamar de pagamentos era de R$ 161,04. Era portanto um montante mais baixo do que o que se vê atualmente.

De qualquer forma, aquele valor menor acabava valendo mais do que o atual. Tudo porque quando se corrige o montante pela inflação, se nota que aquele patamar seria maior. Hoje, aqueles R$ 161,04 representaria algo em torno de R$ 203, ou seja, mais do que o que representa o atual nível de repasses do Bolsa Família.

O que isso quer dizer na prática? Significa que o valor médio do programa não cresceu de acordo com a inflação. Com isso, os beneficiários do projeto acabaram perdendo poder de compra. Em 2016, se pagava menos mas as pessoas acabavam podendo comprar mais com o montante. Agora, com os patamares atuais, os cidadãos até ganham mais, mas podem comprar menos.

Vale sempre lembrar que o custo de vida está aumentando no Brasil. Quem costuma ir ao mercado, está vendo na prática a elevação dos preços dos produtos. Além disso, há também aumentos na conta de luz, na gasolina e até mesmo no botijão de gás. Pelo menos é o que mostram os dados oficiais.

Paulo Guedes

Em entrevista recente, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que reconhece essa situação. De acordo com ele, o país está enfrentando uma crise na qual os “vulneráveis acabaram ficando para trás”.

De acordo com o chefe da pasta econômica, o Governo Federal precisa trabalhar para aumentar os valores dos seus programas. Hoje, de acordo com o Ministério da Cidadania, o Bolsa Família chega na casa de algo em torno de 14,6 milhões de brasileiros.

O Governo Federal está trabalhando em uma série de projetos sociais para este segundo semestre. No entanto, o fato é que todos eles ainda estão no campo das ideias. E o custo de vida no país está alto neste momento

Novo Bolsa Família

O Palácio do Planalto está tentando apostar alto no novo Bolsa Família. O programa, que deve passar a se chamar Auxílio Brasil, deve entrar em cena a partir do próximo mês de novembro. Pelo menos essa é a ideia.

O objetivo do Governo é que o programa acabe pagando mais do que paga atualmente. Tudo isso pode fazer com que as pessoas que recebem o projeto acabem tendo um aumento no poder de compra.

Só que esse aumento ainda não está confirmado pelo Governo Federal. É que de acordo com o próprio Paulo Guedes, eles só irão conseguir pagar esse adicional se tiverem a permissão para parcelar os precatórios, que são as dívidas com a justiça. Agora é esperar para ver o que vai acontecer.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
1 comentário
  1. Nicodemos de oliveira xavier Diz

    Meu nome e nicodemos gostaria de saber se os deputados federal vão volta apec do 14″ salario este ano de 2021.sou pesonista minha ritirada de salario e 690,00 por mes ja com descontos de emprestimo consignado.se saiser 500,00 reais no fim do ano ja estava bom pra mim conpra menos um frango pra mim comer com aminha familia no natal e no final de ano se deus quiser.ok um abraço pra todos vc.que deys abençoe

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.