Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Black Friday 2021: vendas chagam a R$ 4 bilhões

Parece que esse não foi mesmo o ano das promoções da Black Friday,  no e-commerce as lojas tiveram pouca movimentação e descontos não tão significativos, de acordo com informações do G1. O motivo deste cenário estaria tanto pela desvalorização do real se comparado ao dólar e a alta da inflação que se instalou no país – prejudicando principalmente os mais pobres.

Para se ter uma ideia, os valores, mesmo se comparado ao ano de 2020, foi de apenas 5% neste período o que não parece ser um número tão positivo assim, já que no ano passado o Brasil enfrentava a pandemia em níveis maiores do que hoje acontece. Na época, a vacinação também ainda não havia sido iniciada.

De acordo dados levantandos pela Neotrust, do início da quinta-feira (25) até às 17h desta sexta-feira (26) o número total de compras atingiu 5,6 milhões – número similar ao ano passado. Já o valor total comprado foi de R$ 4 bilhões.

Uma novidade também demonstrou que os brasileiros mudaram o perfil de consumo, com os altos preços, os alimentos figuraram pela primeira vez entre os itens mais procurados, de acordo com a Ebit/Nielsen. Neste cenário, o número de vendas neste setor na Black Friday aumentou 10%, já o valor das vendas cresceu 17%.

O que é a Black Friday?

A Black Friday acontece sempre na 4ª sexta-feira do mês de novembro – e é baseada no feriado de Ação de Graças (Thanksgiving, em inglês). Neste ano foi realizada na última sexta-feira (26).

Isso porque nesta época o feriado marca uma série de reuniões familiares e reuniões, desta forma o comércio aproveitou a data para aumentar as vendas, tal como já acontece com o Natal, com a criação do Papai Noel, Dia das Mães e Dia dos Namorados, por exemplo.

Os preços na Black Friday podem enganar, por isso, uma dica importante é comparar preços antes da promoção e ver se de fato estão menores. Muitos comércios fazem falsas promoções ou diminuem o preço de maneira insignificativa. Porém há de fato promoções boas, se você tem interesse em algum item, é importante ficar de olho e comparar preços.

Algumas lojas devem ainda manter as promoções até o fim de novembro, mas isso fica a critério de cada uma. O oferecimento de promoções não é obrigatório ao comércio, mas se torna uma forma de impulsionar o comércio e aumentar as vendas. Com a crise que o país enfrenta, pode ser uma boa saída para divulgação e para alavancar negócios.

Acompanhe também nossas notícias de economia clicando aqui e fique por dentro de tudo sobre este e outros assuntos.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.