Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

BEN: dados oficiais do Balanço Energético Nacional

Confira os dados oficiais do Balanço Energético Nacional (BEN), conforme informações do Ministério de Minas e Energia (MME). Saiba mais!

De acordo com dados oficiais do Balanço Energético Nacional (BEN), as edificações, setor energético, agropecuária, serviços e uso não energético também são apresentados no relatório, destaca o Ministério de Minas e Energia (MME).

BEN: dados oficiais do Balanço Energético Nacional

O setor industrial apresentou um acréscimo de 3,0 milhões de tep em valores absolutos, informa o Ministério de Minas e Energia (MME). Destaque para o crescimento de 11,8% do uso de carvão mineral em relação a 2020, devido ao aumento na produção de aço; e avanço de 6,2% do uso da lixívia em função do aumento de 6,7% da produção de celulose. 

O gás natural utilizado em diversos segmentos industriais teve um consumo superior ao de 2020 em 20,8%, informa o Ministério de Minas e Energia (MME). 

Consumo de energia no setor de transportes

Já o consumo de energia em 2021 nos transportes apresentou uma recuperação de 7,3% em relação a 2020, ano impactado pela pandemia do coronavírus. Segundo o Ministério de Minas e Energia (MME), os grandes destaques foram os aumentos de 32,8% do querosene de aviação, de 9,8% da gasolina e de 9,1% do óleo diesel.

Destaque para a energia limpa

A escassez hídrica impacta conjunturalmente a parcela renovável da matriz energética em 2021, mas a energia limpa continua em destaque. A participação de renováveis na matriz energética foi marcada pela queda da oferta de energia hidráulica e da biomassa da cana-de-açúcar, associada à escassez hídrica e ao acionamento das usinas termelétricas. Por outro lado, houve avanço estrutural de outras fontes renováveis, como eólica e solar, de acordo com o Ministério de Minas e Energia (MME).

Dados sobre a participação de renováveis na matriz energética

Nesse contexto, a participação de renováveis na matriz energética foi de 44,7% do total, uma redução conjuntural em relação aos 48,5% de 2020, mas um avanço em relação aos 39,5% observados em 2014, ano também impactado pela escassez hídrica.

Sobre o consumo total

Do consumo total de energia em 2021, cerca de 20% se deram na forma de eletricidade, informa o Ministério de Minas e Energia (MME). Especificamente sobre a matriz elétrica, as fontes renováveis representaram 78,1% do total, uma redução conjuntural em relação aos 83,8% de 2020, mas um avanço em relação aos 74,7% observados em 2014, ano também impactado por escassez hídrica, informa o Ministério de Minas e Energia (MME).

De acordo com calendário de publicações da EPE, o Relatório Final do  Balanço Energético Nacional (BEN) 2022 e sua versão interativa estão previstos para agosto, informa o Ministério de Minas e Energia (MME) através de recente divulgação oficial. 

5/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.