Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Batalha de Stalingrado: a derrota nazista

A Batalha de Stalingrado: saiba tudo sobre o conflito!

A Batalha de Stalingrado foi uma das batalhas mais importantes de toda a Segunda Guerra Mundial.

O conflito se iniciou no ano de 1942 e foi essencial para a derrota nazista na Guerra. Dessa maneira, é fundamental que você se prepare para responder questões sobre a Batalha, sua importância e o seu contexto história nas suas provas de história.

A Batalha de Stalingrado: Definição

A Batalha de Stalingrado foi uma das maiores e mais violentas batalhas de toda a Segunda Guerra Mundial. Pode-se afirmar que o conflito, que se iniciou no ano de 1942 e terminou no ano de 1943, mudou completamente os rumos da Segunda Guerra, a partir da vitória soviética e da derrota nazista.

A cidade recebia esse nome devido ao líder da União Soviética no período, Josef Stalin. Atualmente, ela é chamada de Volgogrado.

A Batalha de Stalingrado: Antecedentes Históricos

No ano de 1939, nas vésperas da Segunda Guerra Mundial, a União Soviética e a Alemanha assinaram um acordo que estabelecia a não agressão entre os dois países e a neutralidade caso uma das partes anexasse territórios ao seu domínio. O acordo ficou conhecido como esse acordo ficou conhecido Ribbentrop–Molotov, ou simplesmente como o Pacto Germano-Soviético.

Porém, Adolf Hitler irá romper com o acordo no ano de 1941, quando o exército nazista inicia uma expedição com o objetivo de invadir a URSS.

No ano seguinte, em 1942, Hitler decidiu que para derrubar a URSS, as suas tropas deveriam derrubar uma das mais importantes cidades de toda a União Soviética: Stalingrado.

A Batalha de Stalingrado: Os conflitos

Os alemães decidem invadir Stalingrado, uma vez que essa era a maior cidade industrializada da época e, dessa forma, grande parte da produção bélica soviética estava no local. Além disso, invadir a cidade também possuía uma certa carga simbólica para os nazistas, uma vez que ela era nomeada em homenagem ao líder Josef Stalin.

A resistência soviética em Stalingrado foi muito forte, mesmo com a aviação alemã, que bombardeava constantemente a cidade. Os franco-atiradores soviéticos adotaram a estratégia de se esconder nos escombros da cidade e, assim, conseguiam atacar muitos alemães de surpresa.

Os alemães se renderam no dia 31 de janeiro de 1943. A população participou do conflito e no final a cidade foi completamente destruída.

A Batalha de Stalingrado: Derrota nazista

O grande erro dos nazistas foi não se render mais cedo: pouco tempo depois do início dos conflitos, era claro que seria impossível derrubar os soviéticas. A vitória da URSS pode ser explicada por alguns fatores. Dentre eles, podemos citar:

  • Os soviéticos possuíam mais de 1 milhão de homens, 10 mil cavalos, 430 tanques, 6 mil canhões e 4 mil foguetes Katiucha
  • O uso de uma estratégia de cerco
  • Os investimentos constantes na indústria bélica soviética
  • O forte inverno russo que fazia com que muitos alemães morressem de frio. Os soviéticos, por sua vez, estavam acostumados com o seu próprio país e muito bem equipados para sobreviver ao inverno.

Podemos destacar também uma série de erros dos alemães, como a revelação de um importante plano para os soviéticos, o Plano Urano. Além disso, os nazistas se preparam mal e acabaram sofrendo com problemas de abastecimento de alimentos e demais recursos.

A Batalha de Stalingrado: Desfecho

A Batalha de Stalingrado mostrou ao mundo que somente com o apoio do exército soviético os nazistas poderiam ser vencidos. Igualmente, com a derrota no ano de 1943, os alemães perderam grande parte de suas tropas e não conseguiam mais avançar para nenhum território. Adolf Hitler, então, foi obrigado a recuar em uma série de pontos estratégicos, favorecendo o avanço dos Aliados.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.