Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Banco Central atualiza cartilha de informações financeiras para migrantes e refugiados

Banco Central atualiza cartilha de informações financeiras para migrantes e refugiados. Confira detalhes sobre a 4ª edição do documento!

Conforme informações oficiais do Banco Central do Brasil, a 4ª edição da Cartilha de Informações Financeiras para Migrantes e Refugiados foi lançada com relevantes atualizações.

Banco Central atualiza cartilha de informações financeiras para migrantes e refugiados

De acordo com informações do BC, a 4ª edição da Cartilha de Informações Financeiras para Migrantes e Refugiados foi lançada no dia anterior a esta publicação, em 11/11/2021, no Canal do BC no Youtube.

8ª Semana Nacional de Educação Financeira (Semana ENEF)

O BC informa que o evento integra a 8ª Semana Nacional de Educação Financeira (Semana ENEF), que é realizada de 8 a 14 de novembro de 2021 pelo Fórum Brasileiro de Educação Financeira (FBEF), tendo como tema Planejamento, Poupança e Crédito Consciente: O PLA-POU-CRÉ e a sua saúde financeira, conforme definição oficial do BC.

Dessa forma, o BC informa que o documento facilita a integração econômica e bancária dessa população por conter ferramentas e conceitos específicos do Brasil.

União do BC, MJSP, ACNUR e OIM

A nova versão da Cartilha foi elaborada pelo Banco Central, em parceria com o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e a Organização Internacional para as Migrações (OIM). 

Essa atualização objetiva contribuir para que migrantes e refugiados tenham acesso a informações sobre produtos e serviços financeiros e bancários. De acordo com o BC, o principal interesse dos migrantes e refugiados é sobre o processo de abertura de contas em instituições financeiras e de pagamentos. Outra demanda apontada pelo BC é sobre a forma de receber/remeter recursos do/para o exterior. 

Além disso, também há interesse por temas relacionados a cartão de crédito e credenciamento para receber maquininhas em seus negócios. Parte relevante dessa população se torna empreendedor em algum segmento.

Empreendedorismo e empregabilidade

O BC aponta que esse empreendedorismo entre a população migrante pode ocorrer em decorrência da dificuldade de obter empregabilidade em suas profissões de origem.

A cartilha foi atualizada com algumas novidades do Pix, como o Pix Cobrança e o Pix Agendado. Sendo assim, a cartilha está disponível em português, espanhol, inglês, francês e árabe na página Cidadania Financeira do Banco Central.

Rede de Educação Financeira

Conforme informa o BC, uma das ações já realizadas pela Rede de Educação Financeira do Banco Central com o intuito de atingir públicos vulneráveis foi promover o curso intitulado “Formação de Multiplicadores de Educação Financeira para Migrantes e Refugiados”. Em 2020, foram realizadas três turmas de capacitação com média de vinte participantes em cada uma delas, informa o Banco Central, ressaltando a importância de disseminar as informações para todos.

Avalie o Texto.

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.