Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Pix: mecanismos de proteção e otimização de fluxos financeiros 

O Pix é uma ferramenta inovadora que facilita e otimiza processos. Confira informações sobre ps mecanismos de proteção da ferramenta do BC!

De acordo com os dados oficiais do Banco Central do Brasil, o Pix é uma ferramenta inovadora que facilita e otimiza processos. Lançado em novembro de 2020, o Pix é a solução de pagamento instantâneo, criada e gerida pelo próprio Banco Central. Sendo assim, esta é uma ferramenta que proporciona a realização de transferências e pagamentos. 

Pix: mecanismos de proteção e otimização de fluxos financeiros 

Conforme informações oficiais do Banco Central, BC, o Pix possui mecanismos de proteção criados e geridos pelo próprio BC que são disponibilizados para as instituições participantes, sendo assim, são mecanismos que impedem varreduras de informações pessoais relacionadas à chave Pix.

Limites máximos de valor

Além disso, o Banco Central informa a possibilidade de colocação de limites máximos de valor, com base no perfil de risco de seus clientes, por parte das instituições.

Sendo assim, o BC informa que tais limites podem se diferenciar pelo período que ocorre a transação, pela titularidade da conta, canal de atendimento e forma de autenticação do usuário, dentre outros aspectos.

Usuário pode ajustar limites 

Dentre os mecanismos dos BC, ainda há a possibilidade dos próprios usuários, por meio dos aplicativos, ajustarem os limites de valor estabelecidos pelas instituições; sendo que pedidos de redução possuem efeitos imediatos e os pedidos de aumento, não são imediatos, visto que carecem de uma análise pelas instituições para verificar a compatibilidade ao perfil do cliente.

O Pix na rotina do comércio é um apoio para a gestão

Conforme define o Banco Central, o Pix na rotina tem o mesmo efeito do pagamento em espécie para o comércio, sendo uma ferramenta muito benéfica. Pois, o dinheiro chega a sua mão na hora, mas em vez de ser na sua carteira, ele entra na sua conta, sendo mais prático do que as TEDs e os Docs.

Além disso, como o Pix é um modelo com menos intermediários e as plataformas centrais são providas pelo Banco Central, por isso, o custo é menor que outros meios eletrônicos, viabilizando gestão financeira.

De acordo com as informações oficiais do Banco Central, o Pix pode ser utilizado para:
  • Realização de transferências entre pessoas físicas;
  • Pagamento em estabelecimentos comerciais, incluindo lojas físicas e comércio eletrônico e pagamento de prestadores de serviços;
  • Para realização de pagamentos entre empresas, como pagamentos de fornecedores, por exemplo.

Além disso, o Banco Central informa que o Pix também pode ser utilizado para recolhimento de receitas de Órgãos Públicos Federais como taxas (custas judiciais, emissão de passaporte etc.), aluguéis de imóveis públicos, serviços administrativos e educacionais, multas, entre outros (esses recolhimentos poderão ser feitos por meio do Pag Tesouro). Sendo assim, o Pix é uma ferramenta que facilita a vida financeira de empresas e de clientes. 

Avalie o Texto.

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.