Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.4/5 - (12 votes)

Auxílio Emergencial retroativo: Saiba como consultar para ver se tem direito

O Governo Federal editou uma Medida Provisória (MP) que permite novos pagamentos. Esses serão destinados a mais de 450 mil pais solteiros, totalizando cerca de 1,3 milhão de beneficiários.

As consultas aos pagamento do Auxílio Emergencial retroativo já estão liberadas para os pais solteiros, chefes de família monoparental. A Caixa Econômica Federal liberou o primeiro lote de pagamentos no mês de janeiro deste ano, cerca de 823,4 mil pessoas foram contempladas.

No entanto, recentemente, o Governo Federal editou uma Medida Provisória (MP) que permite novos pagamentos. Esses serão destinados a mais de 450 mil pais solteiros, totalizando cerca de 1,3 milhão de beneficiários.

Os novos repasses estão sendo concedidos aos pais solos que receberam ao menos uma das primeiras cinco parcelas do Auxílio Emergencial entre abril e agosto de 2020. Além disso, é preciso comprovar não ter cônjuge e possuir entre os membros da família uma pessoa menor de 18 anos.

Consulta ao Auxílio Emergencial retroativo

Para verificar se tem direito ao benefício, o cidadão deve acessar o portal Dataprev. Veja os passos a seguir:

  1. Acesse o portal de Consulta ao Auxílio Emergencial;
  2. Preencha o campo com o seu Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  3. Com o seu nome completo; e
  4. Com o nome da sua mãe completo (ou selecione a opção “mãe desconhecida);
  5. Coloque sua data de nascimento no campo solicitado;
  6. Selecione o reCAPTCHA para provar que é humano;
  7. Clique em “ENVIAR”.

Pela plataforma também é possível acompanhar todos os detalhes dos pedidos, como resultados, datas de recebimento e envio dos dados pela Caixa à Dataprev e vice-versa.

Qual o valor do Auxílio Emergencial retroativo?

O valor do benefício retroativo varia conforme o mês de aprovação do benefício do programa, entre os meses de abril e agosto de 2020. Veja os valores:

  • Recebeu as 5 primeiras parcelas: R$ 3.000;
  • Começou a receber em maio: R$ 2.400;
  • Começou a receber em junho: R$ 1.800;
  • Começou a receber em julho: R$ 1.200;
  • Começou a receber em agosto: R$ 600.

Auxílio emergencial

O Governo Federal começou os pagamentos do seu Auxílio Emergencial ainda no início do ano de 2020. Na ocasião, o texto foi aprovado pelo Congresso Nacional. No decorrer daquele ano, o benefício chegou à casa de quase 70 milhões de pessoas.

Isso durou até dezembro de 2020. Entre os meses de janeiro e março de 2021, o Governo optou por não fazer mais nenhum tipo de pagamento do programa. Logo depois de muita pressão e piora da situação da pandemia, eles decidiram retomar os repasses em abril.

Nesta nova fase, aliás, o Auxílio Emergencial retornou em uma versão menor do projeto. De acordo com as informações do Ministério da Cidadania, desta vez os repasses chegaram em algo em torno de 39 milhões de pessoas fazendo pagamentos de no máximo R$ 378.

3.4/5 - (12 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

10 Comentários
  1. Josiel Azevedo dos Santos Diz

    Até agora tô esperando só pai solteiro tenho um filho de 16 anos

  2. AILTON SOUSA DA SILVA Diz

    SOLITAR AUXILIO EMERGENÇIAL

  3. Alexsandro Diz

    Entrar com ação na justiça

  4. Alexsandro Diz

    Isso já virou piada nunca sai o dinheiro, político sujo da nojo um povo desse no nosso país.

  5. Osinski Diz

    Deus ouça mãe solteira pense numa dificuldade ajuntar moedas está difícil eles poderia liberar nós mães solteiras e pais solteiros tomara que dê certo gratidão

  6. Ezequiel Antônio Cavalcante Diz

    Sou pai solo sou do antigo bolsa família que agora é auxílio Brasil.. e pra estis pai não saiu . minha pergunta é porque nós do bolsa família paí chefe não tem direito só quê estámo dentro do critério porquê não podemos receber quero respostas?????????? Ezequiel Antônio Cavalcante

  7. Neuza Diz

    Estava empregada no ano de 2021 , este ano estou desempregada, não tenho mais direito ao benefício,como no outro ano ????? Porque ?????

  8. Juliana Ferreira dos Santos Ribeiro Diz

    Juliana Ferreira dos Santos Ribeiro

  9. Elielma Diz

    Tem um filho mas não nada tô governo

  10. Flavio martins dos santos Diz

    Sou solteiro

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.