Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

URGENTE: Auxílio Emergencial é prorrogado por mais 3 meses

O Governo Federal anunciou oficialmente a prorrogação do Auxílio Emergencial nesta segunda-feira (5). Deste modo, o benefício que acabaria em julho será prorrogado por mais três meses, estendendo-se até outubro.

Segundo a Secretaria-Geral da Presidência, o presidente Jair Bolsonaro já assinou o decreto que define a prorrogação do Auxílio Emergencial. Sendo assim, o documento será publicado nesta terça-feira (6).

Além disso, o Ministério da Cidadania garantiu que, para esta nova fase, serão mantidos os mesmo valores do Auxílio Emergencial que já vinha sendo pago. Desta maneira, pessoas que moram sozinhas receberão R$150 por parcela, e famílias de duas pessoas ou mais R$ 250. Por fim, as mulheres chefe de família monoparental continuarão a receber R$ 375 por mês.

A Caixa Econômica Federal ainda não divulgou o calendário oficial completo para a prorrogação do Auxílio Emergencial. Os beneficiários recebem os pagamentos através de conta poupança digital da Caixa, e podem movimentar o dinheiro através do aplicativo Caixa Tem.

A princípio, o benefício só pode ser usado para certos gastos, até ser liberado o saque, como já vinha ocorrendo. Além disso, os beneficiários do Bolsa Família recebem através do cartão do programa social.

Vídeo de Bolsonaro

O presidente da República, Jair Bolsonaro, publicou um vídeo em suas redes sociais informando a população sobre a prorrogação do Auxílio Emergencial. O vídeo foi postado após o anúncio feito pela Secretaria-Geral.

João Roma, ministro da Cidadania, apareceu ao lado de Bolsonaro no vídeo. Ele voltou a falar sobre um novo programa social, e afirmou que ele será criado já em novembro. Ademais, Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, afirmou que a prorrogação do benefício é “motivo de satisfação para o Congresso Nacional”.

Por fim, Paulo Guedes, Ministro da Economia, ressaltou no vídeo a importância do Auxílio Emergencial neste momento de crise. Segundo ele, a extensão do auxílio garante “proteção”, enquanto a vacinação contra o coronavírus ocorre.

Auxílio Emergencial na pandemia

O governo criou o auxílio no ano passado em razão da crise econômica causada pela pandemia de coronavírus. Com a continuidade dos problemas causados pela doença, o benefício foi mantido em 2021, e agora será prorrogado.

A prorrogação do Auxílio Emergencial já havia sido anunciada pelo governo nas últimas semanas. No entanto, apenas agora ela foi formalizada.

Além disso, o governo pretende vacinar toda a população adulta até outubro, com pelo menos uma dose. Segundo Paulo Guedes, esse fato permitiria um “retorno seguro ao trabalho”.

Em relação ao Bolsa Família, a ideia é aumentar o valor, atualmente em R$ 190. Nesse sentido, os ministérios da Economia e Cidadania estão discutindo o aumento. Da mesma maneira, os ministérios planejam aumentar o alcance do benefício, atingindo mais famílias. No momento, mais de 13,9 milhões de famílias de baixa renda fazem parte do programa, segundo site da Caixa.

Sendo assim, o plano é encerrar o Auxílio Emergencial até outubro, e realizar as mudanças no Bolsa Família até o fim do ano. Entretanto, Guedes não nega a possibilidade de mais uma prorrogação, caso a vacinação venha a atrasar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.