Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxilio Emergencial: nova aprovação de 1125 trabalhadores

O Governo Federal irá realizar o pagamento do Auxílio Emergencial à 1125 trabalhadores que receberam aprovação após análise de pedidos de contestação. O valor total a ser pago para essa parcela da população é de R$204 mil.

Os cidadãos que tiveram seu auxílio cancelado na revisão do mês de setembro ou que ficaram inelegíveis para o novo lote terão até as 23h59 desta segunda-feira (27) para realizar a contestação desse parecer. A finalidade é possibilitar que esses indivíduos tenham uma nova análise com bases de dados mais atualizadas.

Além disso, a Caixa Econômica Federal também realizará nesta segunda-feira o pagamento da sexta parcela do Auxílio Emergencial para trabalhadores que são auxiliados pelo Bolsa Família com o NIS de final 7.

Os pagamentos serão realizados da mesma maneira do Auxílio original e os valores variam de R$150 a R$375. Esse dinheiro ficará disponível para compras, pagamentos e transferências além de também já poderá ser sacado pelo trabalhador.

Como realizar a contestação

Os CPFs dos trabalhadores passam por uma análise todo mês para verificar se os mesmos atendem aos critérios que são previstos na lei para permanecer recebendo o Auxílio Emergencial. O cidadão que teve o pagamento cancelado precisa realizar a contestação diretamente pelo site do Ministério da Cidadania.

Para realizar a contestação da não aprovação do benefício, o trabalhador precisa informar seus dados de identificação e clicar na aba correspondente ao Auxílio Emergencial 2021. Após isso é necessário verificar o resultado do processamento e clicar no botão “Solicitar contestação”.

Para continuar realizando a contestação, o indivíduo precisa verificar a situação das parcelas, após isso é preciso clicar no ícone “informação” para que seja exibido o detalhamento da razão do cancelamento. Depois desse processo, o solicitante deve clicar no botão “Contestar”, a partir disso é preciso aguardar até que a nova análise seja realizada.

Caso a razão que ocasionou o indeferimento ou cancelamento do Auxílio Emergencial permitir contestação, o registro do trabalhador receberá uma nova análise pela Dataprev e o trabalhador poderá se tornar elegível novamente ou voltar a receber, caso o pedido receba aprovação.

Sexta parcela do Auxílio Emergencial

Além dos trabalhadores auxiliados pelo Bolsa Família, que recebem o auxílio de acordo com o calendário normal do programa (o pagamento no mês de setembro foi iniciado no dia 17), a sexta parcela do Auxílio Emergencial também vem sendo paga aos outros indivíduos que realizaram sua inscrição pelos meios digitais que constituem o Cadastro Único.

Os pagamentos da sexta parcela para essa parcela dos trabalhadores vão de 21 de setembro até 3 de outubro, já os saques serão realizados de 4 a 19 de outubro. O pagamento da sétima parcela vai de 20 a 31 de outubro, sendo os saques no período de 1 a 19 de novembro.

O Auxílio Emergencial 2021 está limitado a uma única pessoa por família. Os valores variam, para Mulher chefe de família monoparental o valor é de R$375, indivíduos que moram sozinhos, ou seja, famílias unipessoais, o valor recebido é de R$150 e o valor para os demais é de R$250.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.