Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio Emergencial: cresce pressão por abertura de mais vagas no programa

Nas redes sociais, cidadãos estão se unindo para pedir a abertura de novas vagas nesta prorrogação do Auxílio Emergencial

O Governo Federal segue pagando nesta semana a prorrogação do Auxílio Emergencial. O programa está repassando o dinheiro da quinta parcela para algo em torno de 37 milhões de brasileiros. Mesmo depois de tanto tempo após as primeiras liberações, muita gente ainda está pedindo mudanças no benefício.

Nesta semana, um movimento está nitidamente crescendo nas redes sociais. É o de indivíduos que, em situação de desespero, estão pedindo uma ajuda do Governo. São brasileiros que querem que o Palácio do Planalto abra mais vagas para o Auxílio Emergencial. Assim, mais pessoas poderiam acabar entrando no benefício.

O Governo, no entanto, vem deixando claro dia após dia que não vai abrir novas inscrições. De acordo com membros do Ministério da Economia, a abertura de novas vagas poderia acabar sendo prejudicial aos cofres públicos. Por isso, o mais provável é que os 37 milhões de cidadãos que recebem o benefício sejam os únicos a continuarem no programa.

Na verdade, o Governo Federal sequer abriu inscrição para que as pessoas entrassem no programa este ano. O fato é que o Palácio do Planalto acabou preferindo usar informações de bancos de dados ainda do ano passado. Tanto é que a principal regra para entrar no benefício de 2021 é ter participado do projeto em 2020.

De qualquer forma, as pessoas que estão sem receber nenhuma ajuda do Governo Federal este ano seguem fazendo pressão. Boa parte delas ainda nutre esperança de que o poder executivo possa acabar mudando de ideia sobre essa questão. Até aqui, o Palácio do Planalto está preferindo não tocar mais neste assunto.

Bolsa Família está longe

De acordo com informações do próprio Governo Federal, uma saída para esses trabalhadores que estão sem nenhuma ajuda é tentar uma vaga no novo Bolsa Família. O programa até deve mudar de nome e vai passar a se chamar Auxílio Brasil.

Ainda de acordo com o Governo, o projeto vai passar a atender mais gente, o que possibilita portanto a entrada de mais usuários no programa. Além disso, os valores médios de pagamentos também deverão subir. O benefício vai ficar maior.

De qualquer forma, a ideia do Palácio do Planalto é começar os repasses deste novo projeto apenas a partir do próximo mês de novembro. Para quem não está recebendo nenhuma ajuda do Governo, esse tempo de espera é muito grande.

Auxílio Emergencial

Segundo o Ministério da Economia, o Governo Federal está pagando o Auxílio Emergencial desde o ano passado. Naquele primeiro momento algo em torno de 70 milhões de brasileiros receberam pelo menos uma parcela do benefício.

No início deste ano, o Palácio do Planalto decidiu suspender os pagamentos. Todo mundo ficou sem Auxílio Emergencial entre os meses de janeiro e março. Os repasses retornaram em abril depois de muita pressão popular.

Só que desta vez, o projeto voltou menor. Agora, ainda de acordo com o Ministério da Cidadania, o maior valor do programa é de R$ 375. No ano passado, o Auxílio Emergencial chegou a pagar parcelas de R$ 1200 para mães chefes de família.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.