Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Auxílio Emergencial CONFIRMADO com valor médio de R$688

Em outubro, o auxílio emergencial alcançou menos domicílios. Acontece que o pagamento do benefício chegou a 29 milhões de domicílios em outubro, ante 29,9 milhões em setembro, conforme dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid (Pnad Covid-19) mensal, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em setembro, o valor médio havia sido de R$902. No entanto, em outubro, o valor médio do benefício assistencial foi de R$688. A proporção de domicílios que recebeu algum auxílio relacionado à pandemia diminuiu de 43,6% em setembro para 42,2% em outubro.

Em agosto, o auxílio emergencial saiu de R$600 para R$300 (valor pago já no mês de setembro). Na pesquisa, os auxílios pesquisados incluem tanto o auxílio emergencial, como, também, a complementação do governo pelo Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda. Isso explica, assim, a incidência de recebimento de benefício entre domicílios com renda mais elevada.

Veja quantas parcelas você receberá na prorrogação do auxílio

As parcelas extras do auxílio emergencial no valor de R$ 300 são válidas apenas para os beneficiários que já estão recebendo o benefício de R$ 600. No entanto, o número de parcelas depende de quando o trabalhador, que não faz parte do Bolsa Família, começou a receber o benefício no valor inicial.

As novas parcelas no valor R$ 300 começam a ser pagas somente após a conclusão das cinco parcelas iniciais de R$ 600. Novas inscrições não serão feitas, portanto, apenas quem foi aprovado para as parcelas de R$ 600 poderá receber as parcelas extras.

A quantidade total de parcelas que o cidadão terá direito vai depender de quando ela começou a receber o auxílio. O máximo são nove parcelas, sendo as cinco primeiras de R$ 600 e as quatro últimas de R$ 300.

  • Quem recebeu a 1ª parcela em abril: 9 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em maio: 8 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em junho: 7 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em julho: 6 parcelas
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em agosto: vai receber 4 parcelas de R$ 300 nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em setembro: vai receber 3 parcelas de R$ 300 nos meses de outubro, novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em outubro: vai receber 2 parcelas de R$ 300 nos meses de novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$600 em novembro: vai receber apenas 1 parcela de R$ 300, em dezembro.
Avalie o Texto.
29 Comentários
  1. Neusa Maria Darri Diz

    Eu gostaria muito que o auxilio continuasse. Tenho 65 anos não consigo mais trabalho e uso o auxílio para comida. Outras despesas tenho trabalhado com sucata. Pago aluguel.

  2. Allan Diz

    Olhe sua desgraça tenha mais respeito pelas pessoas. Talvez ela não escreva direito pq n teve como ir a escola por ser uma pessoa em necessidade e que ao invés de estudar teve que trabalhar pra poder ajudar a família dela.E vc? Quem vc pensa que é? Algum professor por acaso pra estar aqui mandando os outros fazerem supletivo? Vc devia ter vergonha nessa sua cara por estar aqui querendo rebaixar os outros pq acha que sabe escrever em português. Tenha empatia é muito fácil falar quando vc está em situação melhor que a do próximo. Vc é o tipo de lixo humano que só faz atrasar a humanidade. Nojo de vc

    1. Crislane pereira da Silva Diz

      Sou de fevereiro e ainda não recebi quero saber porque isso tenho dóis filhos que repetir d mim pra corme cm eu vou fazer sem o dinheiro não tenho nada mais pra dar eles o dinheiro não saiu 😭😭

  3. Dayane Rodrigues Diz

    Minha última parcela era hoje estou esperando e até agora não caiu! A de mais alguém aconteceu isso?

    1. Gabriel Diz

      Eu

  4. Adriana Santos Diz

    Com a crise que estamos ,não poderia acabar esse auxílio ,eu acho um absurdo,

  5. Maria E G Devoto Diz

    Os velhos que recebemos BPC ,não tivemos nenhuma ajuda extra.Tivemos que passar esta doença na mesma.Tem gente jovem se queixando e nos? Temos que gastar muito em remédios e aluguel.Sem casa própria.E aí?

  6. Mariza de Fátima Batista Diz

    Esse auxílio foi muito útil pra mim e pra muitos, agora a pandemia continua e como vamos fazer pra sobreviver? Com os preços das coisas falo da comida do gás água luz tenho 63 anos negaram minha aposentadoria trabalhei na roça dos 7 até 20 anos mais junto com meu trouxe esse comprovante com mais de 10 anos que tô pagando o INSS e mesmo assim me negaram.. tenho problemas de saúde não aguento mais fazer os serviços que fazia antes agora como e do que vou viver se tiver alguém que possa me ajudar nisso serei muito grata não tenho nem uma renda moro de aluguel não quero pedir esmola essa aposentadoria e muito direito trabalhei e hoje estou nessa situação precisando de ajuda obrigada desde já

  7. caseemiro Diz

    numa parte concordo com o presidente..ser podemos fecharia a camara o senado ..ai sim ia sobrar dinheiro prar inverti no povo brasileiro..pois so a dispesa desse e bilionaria…quer saber ser eles nao agir logo vao ta correndo risco com a nacao…quero que todos saiba que e so uma opiniao minha…

  8. Mara Regina Teixeira Paoliello Diz

    Tenho 58 anos , mãe solteira,criei minha filha sozinha, hoje ela já tá casada , tenho todos os problemas de coluna,desde 2017 e 2016 tento receber o auxílio doença, tenho todos os laudos do médico,o qual ele explecifica que não tenho condições de trabalhar,e eles alegam que tenho quer pagar a previdência por mais 1 ano pra fazer tudo novamente,como pagar se sou sustentada pela minha sobrinha,e minha filha,estava recebendo o auxílio emergencial de 600 foi pra 300 reais, agora acabou,como fica a minha situação,e de muitas pessoas que estão na mesma situação que eu?

  9. Adilson Diz

    Os aposentados e assalariados que se fodam!!!!
    Ministro Guedes está nem aí me arrependo profundamente de ter votado no Bolsonaro, eu deveria ter me informado melhor sobre seu ministro da economia que ferrou com os aposentados e quem recebe salário mínimo, tirou aumentou real + inpc que eram calculados juntos para definir aumento para o ano seguinte.

  10. Katia Rodrigues Guarilha Diz

    Moro na zona rural e não tenho acesso a telefone. Uma vizinha se ofereceu pra fazer o meu pedido via computador e eu acreditei nela, por ser conhecida de longa data. Ela simplesmente não fez nada e por isso vou perder as duas últimas parcelas de 300 Reais. Não acho justo. Deveria caber recurso gratuito da parte prejudicada. Sou grupo de risco, não encontro trabalho e não sei como vou fazer.

  11. Cida Lima. Diz

    Resumindo o governo que hj temos não é perfeito, mas tem.se esforçado para nos socorrer , porém, são poucos que reconhecem. Em.outros governos o engano e roubo rolava solto e nada se falava . Porém hj , meu Deus , tá na hora de lutarmos ao lado de quem luta por nós.

    1. Lucimara Teixeira Diz

      Concordo com você

  12. Doraci travasso Anacleto Diz

    É um absurdo isso tem gente passando fome e depende desse dinheiro pra se .manter r e não vai ter mais. Como eu

  13. Angela Maria Rocha Souza Diz

    Aqui onde moro, conheço pessoas que trabalham e ganha salário mínimo, e conseguiram receber o Auxílio Emergencial..
    Isso é uma casa que tem 3 pessoas da mesma família recebendo..
    E muitos outros casos..
    Simplesmente tirando de pessoas que realmente precisa desse Auxílio Emergencial..
    É muito triste vc vê , pessoas dizendo que tem amor ao próximo e fazendo isso..
    Mais fazer o que, né…
    Vivemos num país, onde o dinheiro fala mais auto…
    Infelizmente….

  14. JAIR Diz

    Deveria continuar com auxílio emergencial ajuda muito para quem está desempregado tem muita gente que usa o dinheiro para poder comer..

  15. Sidnei leal de camargo Diz

    Sinceramente não acredito mais no auxílio emergêncial não recebi nenhuma parcela até hoje desde o dia que saiu , nem data prev não resolve muito menos a caixa econômica federal , francamente isso é lamentável , e no dia que comecei a cadastrar até aí tudo depois veio aquela msg 5 membros já estão recebendo tudo mentira .

  16. Renata Diz

    Deve continuar até pelo menos o começo do ano,a gente que tem criança menor de 5 anos que estuda e está em casa por causa da Covid, não temos como fazer nossos bicos. Eu mesma sou autônoma e no momento tenho que ficar em casa por conta de cuidar da minha filha. Serviço até que tem,mas sem escola e com o aumento dessa doença, não tem como

  17. Marli Elias Da Silva Diz

    Eu não recebi nenhuma parcela do auxílio emergencial de extensão, no valor de 300.
    A minha última parcela de 600, foi em outubro.
    Em novembro não recebi nada, e eu ainda estou desempregada, não tenho nenhum benefício.
    A informação que tenho, é que não fui aprovada pq inlegivel??, E aí pendem pra contestar que último dia é hj, pq foi prorrogado pelo governo.
    Mas quando vou no site Dataprev, a informação é que o prazo inspirou??, Difícil de entender, e ninguém informa nada, e nenhum canal a caixa responde.
    E tem muita gente que está recebendo o auxílio, e que está trabalhando, eu que estou desempregada, não tenho nenhuma renda, e ajuda financeira de ninguém, pq Moro sozinha, não consigo receber.

  18. Mayara Viana de Almeida Diz

    E quem recebeu a primeira parcela agora em dezembro, tem direito a mais parcelas?

  19. Eunice Colleta Martins Diz

    Nossa queria muito que continuasse esse auxílio em 2021 minha filha sofreu avc e não pode trabalhar esse auxílio ajudara na comprar de medicamentos já que ela mora comigo e a comida eu tenho eu sou viúva e tenho um pensão de um salário mínimo.. agradeço a Deus se continuar o auxílio

  20. Cleber Barbeiro Diz

    Nunca vi tantas negativo cadê e os fins contra que acham que o p ano emergencial não vai proseguir está errado sem saúde sem reda auxiliar sem emprego sem a vacinação que vai começa a chegar em março está quebra de isolamento apoiada por muitos que não corre risco mas quer colocar em risco não só o trabalhador mas uma nação e ai até março sem renda mínima sem vacina ou empregos novos o que o país faz continua a ver o numero de morte subindo agora pararem de usar maquiagem (NOVA COVID.19 ) nas que nova e é a mesma que devido quebrar a regra do isolamento começou subir novar mortes e novos casos de enfeitados e para se ter ideia bem alto agora o começa agir porque este vírus não é loteria que se joga e arisca ganhar ou perder o vírus não da para jogar com ele porque ele mata e continua matando agora é hora de responsabilizar a todos que não estão comprando as leis de isolamento porque lei e para todos e para ser corridas dia a quem doer mas manipular a nação e ensentiva a não cumprir o isolamento é desrespeitar leis de segurança e da saúde porque estamos vivendo uma pandemia global não um deles respeitado

    1. Michel Diz

      Cara? Que tal um supletivo???

  21. Juliana Diz

    Sou trabalhadora e não tive direito , bom minha casa morra , eu mais duas pessoas minha irmã que e minha mãe solteira, e minha mãe já senhora, eu tenho 22 anos estou desempregada .recebemos 1.200 , dois meses eles dividiu mais o dinheiro sobe a cabeça aí presizei dos outros meses minha irmã e gananciosa não quis dividir boa m .pessoa estão brigando pór auxiliando emergência então nessa pandemia o auxílio ajudo ! Mais sei que o dinheiro tá prestes a acabar sim a evolução do capitalismo cada dia avolui mais , e vivemos uma era de cartão , e tudo e com identificação com número , mais quem crê que c.voltara Sá que e cumprimento da palavra sim…….. Daqui a alguns anos seremos controlado o esseso de pessoa no país bom num tempo outro tempo metade de um tempo entraremos na era.da tecnologia multi evoluente………💳💽

    1. Michel Diz

      Garota para com tanta teoria da conspiração, e vá estudar, que tal um supletivo? Você escreve mal ! ou não foi alfabetizada ? AFF…quantas minhocas.

    2. Michel Diz

      Garota? Que tal um supletivo? E larga a ideia de tantas minhocas q vc propaga!

  22. Dulce de Fátima de oliveira faria Diz

    Bom dia ,vou dar minha opinião ,deveriam continuar o mesmo valor das parcelas do auxilio. E não aumentar o valor dos que estão entrando agora continuando o mesmo valor poderiam continuar ajudando os que precisam ,se continuarem aumentando o valor sempre vai aumentar as pessoas pra fz as inscrições ,tem que ver se tds que estão recebendo precisam mesmo estas mães solteiras ,as vezes tem mts que nem precisam ,eu recebo esta ajuda e Glórifico a Deus me ajuda mt, mas já não vou receber mais ATÉ aqui me ajudou mt , sou separada. Tenho problema sério nos meus olhos estou perdendo uma visão ,mas Deus conhece e SABE tds as coisas Deus abençoe a tds,

    1. Estefane Cristina Diz

      Não tem ninguém entrando agora,leu o artigo todo não ?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.