Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.4/5 - (9 votes)

Auxílio emergencial: CAIXA vai realizar pagamento retroativo. Veja quem pode

O Governo Federal concedeu o primeiro lote dos pagamentos em janeiro deste ano. Na ocasião, cerca de 823,4 mil homens foram atendidos. No entanto, segundo o Ministério da Cidadania, o benefício vai contemplar mais 459 mil pais solteiros.

O site de consultas da Dataprev está disponível para que os pais solteiros chefes de família monoparental verifiquem se receberão a parcela retroativa do Auxílio Emergencial.

O Governo Federal concedeu o primeiro lote dos pagamentos em janeiro deste ano. Na ocasião, cerca de 823,4 mil homens foram atendidos. No entanto, segundo o Ministério da Cidadania, o benefício vai contemplar mais 459 mil pais solteiros.

Como mencionado, os novos repasses não se referem a uma prorrogação do programa, mas sim de um acerto de contas. Entre os meses de abril e agosto de 2020, os pais solteiros receberam apenas as cotas simples de R$ 600 do Auxílio Emergencial.

Na mesma época, as mães solteiras chefes de família monoparental (mesma condição) receberam as parcelas duplas de R$ 1.200. Isso ocorreu devido a um veto do presidente Jair Bolsonaro que impediu que o pagamento dobrado fosse efetuado ao público masculino.

Todavia, em junho do ano passado o Congresso Nacional derrubou o veto do chefe do Executivo permitindo os repasses atuais. Os pais solteiros estão recebendo uma parcela única que pode variar de R$ 600 a R$ 3 mil, conforme o período de inclusão no programa.

Como consultar?

Os cidadãos interessados podem consultar se vão receber os valores do Auxílio Emergencial através do site da Dataprev. Basta informar o nome completo, número do CPF, data de nascimento e nome completo da mãe, caso saiba.

Contudo, é importante informar que para receber o benefício os pais solteiros devem ter recebido ao menos uma das cinco parcelas, concedidas entre abril e agosto de 2020, comprovar não ter cônjuge ou companheira e ter pelo uma pessoa menor de 18 anos na família.

Valor do Auxílio Emergencial em 2022

De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, a média do pagamento retroativo varia entre R$ 600 e R$ 3.000, a depender do número de parcelas que o cidadão recebeu em 2020. Veja as proporções:

  • Inclusão no programa em abril: tem direito a R$ 3.000 em valores retroativos;
  • Inclusão no programa em maio: tem direito a R$ 2.400 em valores retroativos;
  • Inclusão no programa em junho: tem direito a R$ 1.800 em valores retroativos;
  • Inclusão no programa em julho: tem direito a R$ 1.200 em valores retroativos;
  • Inclusão no programa em agosto: tem direito a R$ 600 em valores retroativos.

Quem tem direito ao Auxílio Emergencial retroativo?

Segundo o Ministério da Cidadania, para receber o benefício retroativo é preciso cumprir os seguintes requisitos:

  • Estar desempregado;
  • Fazer parte de família incluída no Bolsa Família em abril de 2020;
  • Ter o Cadastro Único (CadÚnico) atualizado;
  • Ter renda bruta mensal de até três salários mínimos (R$ 3.636) ou ter renda per capita mensal igual ou inferior a meio salário mínimo (R$ 606);
  • Ser solteiro e comprovar não possuir cônjuge ou companheira(o);
  • Ter recebido o auxílio emergencial pago entre abril e agosto de 2020; e
  • Ter na família com ao menos uma pessoa menor de 18 anos de idade.

Para conferir se tem direito ao benefício, o interessado pode acessar o site oficial da Dataprev, informando o número do seu CPF, data de nascimento, nome completo, nome completo da sua mãe. Caso não saiba a última informação, marque a opção “Mãe desconhecida”.

Auxílio emergencial

O Governo Federal começou os pagamentos do seu Auxílio Emergencial ainda no início do ano de 2020. Na ocasião, o texto foi aprovado pelo Congresso Nacional. No decorrer daquele ano, o benefício chegou à casa de quase 70 milhões de pessoas.

Isso durou até dezembro de 2020. Entre os meses de janeiro e março de 2021, o Governo optou por não fazer mais nenhum tipo de pagamento do programa. Logo depois de muita pressão e piora da situação da pandemia, eles decidiram retomar os repasses em abril.

Nesta nova fase, aliás, o Auxílio Emergencial retornou em uma versão menor do projeto. De acordo com as informações do Ministério da Cidadania, desta vez os repasses chegaram em algo em torno de 39 milhões de pessoas fazendo pagamentos de no máximo R$ 378.

3.4/5 - (9 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

4 Comentários
  1. Marina Diz

    Tenho até dó quando essa política passar , aí gente vai ver quantas veses vai ter mais nada fácil pra ninguém se esse presidente ganhar novamente, nós pobre se prepare que vamos sofrer muito, só Jesus em nossas vidas

  2. Ademilson Diz

    Se ese dinheiro ja foi repasado p cx porque não pagaram a inda

  3. Luciana Diz

    Tudo mentira mesmo,bastou meu esposo trabalha Q foi cancelado o meu ….e é porque e só um salário limpo e seco🧐😒

  4. Sem nome Diz

    Tudo mentira

  5. ERISVALDO Diz

    Essas informaçoes são antigas e ja estar tornando enjoativo
    Queremos novidades queremos saber quando vai sair o pagamento pro grupo 2

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.