Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio Emergencial: ANTECIPAÇÃO da 3ª parcela deve sair nesta terça, 15

Os pagamentos da terceira parcela do Auxílio Emergencial deve começar no próximo dia 17 para os usuários do Bolsa Família. No entanto, essa é a informação que se tem nesta segunda (14). Isso porque a Caixa deverá anunciar uma antecipação dessas datas.

E esse anúncio deve acontecer nesta terça-feira (15). De acordo com informações de bastidores, a Caixa Econômica Federal vai dar mais detalhes sobre esses pagamentos. Certamente as datas ficarão menos distantes tanto para os usuários do Bolsa Família como para os informais.

De acordo com o calendário atual, os informais que nasceram no mês de janeiro iriam começar a receber essa terceira parcela no próximo dia 20. E, como dito, os usuários do Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) terminando em 1 receberiam no dia 17.

Ainda não se sabe se a Caixa pode fazer mais algum anúncio nesta terça (15), mas se espera que esses dados novo sejam entregues pela manhã. Isso porque eles precisam informar essa mudanças para os usuários o quanto antes. Isso porque eles precisam se programar.

Auxílio Emergencial

Este ano o Auxílio Emergencial do Governo Federal está pagando quatro parcelas de valores que variam entre R$ 150 e R$ 375. São montantes notadamente mais baixos do que aqueles que se viu no ano passado. O Palácio do Planalto afirma que isso está acontecendo por uma questão de respeito com as contas públicas.

De acordo com o Ministério da Cidadania, cerca de 39,1 milhões de brasileiros estão recebendo essas quantias. Isso também é bem menos do que os quase 70 milhões que receberam durante o ano passado. Isso também está acontecendo por causa do limite de gastos que a PEC Emergencial estabelece.

Neste momento, o Governo está justamente na metade dos pagamentos do benefício. Hoje, o que se sabe oficialmente é que o programa tem quatro repasses. Esses pagamentos começaram em abril e devem seguir até o próximo mês de julho sempre para 39,1 milhões de brasileiros.

Esse número, no entanto, pode acabar sofrendo alguma variação para baixo. É que de acordo com as informações oficiais, o Dataprev reanalisa todas as contas nos intervalos dos pagamentos. Quem conseguiu um emprego formal, por exemplo, deixa de receber o benefício.

Prorrogação

O Governo Federal ainda não bateu o martelo oficialmente, mas o Auxílio Emergencial deverá passar por uma prorrogação. Pelo menos foi isso o que disse o próprio Ministro da Economia, Paulo Guedes. De acordo com ele, o programa deverá seguir por mais dois ou três meses.

Tudo vai depender portanto do desenrolar do ritmo da vacinação contra a Covid-19 no Brasil. Se o processo acelerar, o Auxílio vai durar mais dois meses. Caso o ritmo lento siga pelos próximos meses, então o programa vai seguir por mais três meses.

De acordo com Guedes, a decisão final, no entanto, é do Presidente Jair Bolsonaro. Ele é quem vai bater o martelo para a quantidade de meses dessa prorrogação. Recentemente, o chefe do executivo criticou duramente as pessoas que estavam pedindo por mais pagamentos do benefício.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.