Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.3/5 - (3 votes)

Auxílio Emergencial: 2ª parcela liberada para NOVO grupo do Bolsa Família

Nesta segunda-feira (24) a Caixa Econômica Federal (CEF) faz o pagamento da segunda parcela do Auxílio Emergencial. O grupo de trabalhadores que recebe o auxílio dessa vez são os beneficiários que fazem parte do Bolsa Família e que possuem o número NIS terminado em 5.

Para os trabalhadores que recebem hoje, os pagamentos do Auxílio Emergencial serão feitos da mesma forma que o programa Bolsa Família. Já para o outro grupo que também recebe o auxílio, que são trabalhadores, inscritos no auxílio via app e site ou inscritos via Cadastro Único, o Auxílio Emergencial será creditado na conta poupança social digital da Caixa.

Lembrando que para os beneficiários do Bolsa Família, além do aplicativo Caixa Tem, também é possível realizar os saques e transferências dos valores pelos canais físicos (agências e lotéricas), através da utilização do Cartão Bolsa Família ou do Cartão Cidadão.

Calendário de pagamentos da segunda parcela do Auxílio Emergencial

O pagamento da 2ª parcela do Auxílio Emergencial para beneficiários do Bolsa Família é descrito através do seguinte calendário:

Número do NIS terminado em:

Data da segunda parcela

1

18 de maio

2

19 de maio

3

20 de maio

4

21 de maio

5

24 de maio

6

25 de maio

7

26 de maio

8

27 de maio

9

28 de maio

0

31 de maio

Já o pagamento da 2ª parcela do Auxílio Emergencial para trabalhadores inscritos via aplicativo e site, e aqueles que fazem parte do Cadastro Único se distribui dno seguinte cronograma:

Nascidos em:

Depósito em conta

Saque e transferências

Janeiro

16 de maio

31 de maio

Fevereiro

18 de maio

1º de junho

Março

19 de maio

2 de junho

Abril

20 de maio

4 de junho

Maio

21 de maio

8 de junho

Junho

22 de maio

9 de junho

Julho

23 de maio

10 de junho

Agosto

25 de maio

11 de junho

Setembro

26 de maio

14 de junho

Outubro

27 de maio

15 de junho

Novembro

28 de maio

16 de junho

Dezembro

30 de maio

17 de junho

Mais informações sobre a rodada do Auxílio Emergencial 2021

O Auxílio Emergencial está sendo pago às famílias que possuam renda mensal igual ou inferior a até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo. Ademais, o beneficiário precisa estar com o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) em dia para ter direito a nova rodada do benefício.

Neste ano, estão sendo oferecidas quatro parcelas mensais de abril a julho, de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil dos beneficiados:

  • Pessoa que mora sozinha: R$ 150

  • Mãe solteira que sustenta a família: R$ 375

  • Demais famílias: R$ 250

Trabalhadores informais e inscritos no CadÚnico que não receberam o Auxílio Emergencial em 2020 não estão elegíveis para receber o benefício em 2021, pois não houve nova fase de inscrições. Para os beneficiários do Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso, seja pela parcela paga no programa social ou a do Auxílio Emergencial.

Por fim, apenas um membro de cada família poderá receber o auxílio nessa nova rodada de 2021, diferente da rodada do ano anterior, em que até duas pessoas da mesma família podiam receber. E em caso de irregularidades ou inconstâncias nos dados, o Governo Federal poderá cancelar o recebimento do Auxílio Emergencial.

3.3/5 - (3 votes)
5 Comentários
  1. Eslaine Borges dos Santos Diz

    Decepcionada corto meu auxílio logo no momento que eu mais preciso povo do governo e muito sem consciência

  2. Sirley Inácia de oliveira Diz

    Bom dia. Eu moro só . Eu recebia e me ajudou muito . Agora não recebo porque minha filha que se casais a dois anos recebe .né eu perdi o a minha ajuda . Oque pode ser feito? Eu não estou trabalhando. E estou miup e com problema de coluna fimiagia

  3. Tânia Azevedo dos Santos Diz

    Boa tarde. O governo nos rouba na calada da madrugada aprovando oque eles querem é o povo passando fome. ESTE BRASIL É UMA VERGONHA Eu estou desempregada a mas de 1 ano não teve direito a auxílio porque o governo não deu direito a quem ficou desempregado. Pois parece q não somos pessoas q precisa de alimentos de vestir, pagar Luz, água ,alimentação ,aluguel , ou seja viver com diginidade. Eu estou vivendo com ajudar de pessoas. Tenho 57 anos ainda não estou aposentada..tenho problemas de pressão alta é inchaço nas pernas….

  4. andreza Maria dos santos Diz

    nao teve auxilio so o bolsa familia.proposta mentirosa pq muitas famílias nao sobrevivem com 250,00 por mes pricipalmente pais e maes desempregados que tem mas de 3filhos um completo absurdo. uma vergonha para o governou de Bolsonaro….

  5. Cris Diz

    No caso isso é de fato só o bolsa familia nunca existiu auxilio kkkkk povo pensa que nós é besta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.