Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.5/5 - (2 votes)

AUXÍLIO EMERGENCIAL 2022: Parcela retroativa pode chegar a R$3 mil; veja como receber

O Auxílio Emergencial ainda está sendo pago. Embora o programa tenha sido encerrado em outubro do ano passado, o Governo Federal está concedendo valores retroativos a um grupo específico de beneficiários.

O Auxílio Emergencial ainda está sendo pago. Embora o programa tenha sido encerrado em outubro do ano passado, o Governo Federal está concedendo valores retroativos a um grupo específico de beneficiários.

Vale ressaltar que a consulta continua disponível pelo site da Dataprev, mas agora, é necessário ter uma conta gov.br para ter acesso às informações.

Auxílio Emergencial retroativo

Cerca de 459 mil pais solteiros, chefes de família monoparental, receberão ainda este ano uma parcela retroativa de até R$ 3 mil do Auxílio Emergencial. Os pagamentos estão sendo repassados aos homens que não tiveram acesso às cotas duplas do programa entre os meses de abril e agosto de 2020.

Os pais solteiros não receberam as parcelas dobradas durante a vigência do Auxílio Emergencial devido a um veto do presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, só as mães solteiras, chefes de família monoparental, tiveram acesso ao benefício de R$ 1.200. No entanto, o Congresso Nacional conseguiu derrubar esse veto possibilitando os pagamentos atuais.

Vale ressaltar que já houve uma rodada de pagamentos retroativos, cerca de 823,4 mil homens foram contemplados. Segundo o Ministério da Cidadania, mais de 1,2 milhão de pais solteiros serão atendidos. Logo, os repasses desse mês serão concedidos ao restante desse público. No total, R$ 4,1 bilhões serão distribuídos.

Regras para receber o Auxílio Emergencial retroativo

Segundo o Ministério da Cidadania, para receber o benefício retroativo é preciso cumprir os seguintes requisitos:

  • Estar desempregado;
  • Fazer parte de família incluída no Bolsa Família em abril de 2020;
  • Ter o Cadastro Único (CadÚnico) atualizado;
  • Ter renda bruta mensal de até três salários mínimos (R$ 3.636) ou ter renda per capita mensal igual ou inferior a meio salário mínimo (R$ 606);
  • Ser solteiro e comprovar não possuir cônjuge ou companheira(o);
  • Ter recebido o auxílio emergencial pago entre abril e agosto de 2020; e
  • Ter na família com ao menos uma pessoa menor de 18 anos de idade.

Valor do Auxílio Emergencial retroativo

O valor do benefício retroativo varia conforme o mês de aprovação do beneficiário no programa, entre os meses de abril e agosto de 2020. Veja os valores:

  • Recebeu as 5 primeiras parcelas: R$ 3.000;
  • Começou a receber em maio: R$ 2.400;
  • Começou a receber em junho: R$ 1.800;
  • Começou a receber em julho: R$ 1.200;
  • Começou a receber em agosto: R$ 600.

Consulta ao Auxílio Emergencial retroativo

Para verificar se já recebeu ou terá a parcela do Auxílio Emergencial, será necessário acessar o site da Dataprev através da conta Gov.br e seguir os seguintes passos:

  • Preencha o campo com o seu Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Com o seu nome completo; e
  • Com o nome da sua mãe completo (ou selecione a opção “mãe desconhecida);
  • Coloque sua data de nascimento no campo solicitado;
  • Selecione o reCAPTCHA para provar que é humano;
  • Clique em “ENVIAR”.

Por fim, a consulta também pode ser feita por telefone, pelo número 111, da Caixa Econômica Federal.

3.5/5 - (2 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.