Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Auxílio de R$ 100 para que se vacinar contra a Covid-19; saiba como receber

Os cidadãos que estiverem devidamente vacinados contra a Covid-19 terão direito a um novo Auxílio Emergencial. O governo do estado do Pará concederá um benefício no valor de R$ 100 para cerca de 1 milhão de pessoas.

Veja também: Pagamento do 13º salário em 2022 do Auxílio Brasil? Veja o que se sabe até aqui

O novo auxílio servirá como incentivo para que as pessoas que ainda não se vacinaram tomem as devidas providências sanitárias. A intenção é realizar o pagamento ainda em dezembro. O regulamento já foi definido pelo governo do estado.

“Recompensa” para quem se vacinar

Para receber o benefício, as famílias devem estar na folha de pagamento do novo benefício social, o Auxílio Brasil. Logo, também é necessário estar devidamente inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Além disso, é preciso comprovar que o esquema de vacinação contra a Covid-19 está completo. Desta forma, também será possível ter um controle da campanha de vacinação do estado.

Vale ressaltar que no caso das vacinas da Jansen, só é preciso comprovar uma dose. As demais, devem registrar duas aplicações, lembrando que a terceira dose, chamada de reforço, não será cobrada, pois muitos ainda não estão no mês de recebê-la.

De acordo com o governo do estado, o programa Renda Pará Vacinado é uma forma de incentivar a vacinação e também identificar os que já se vacinaram, contribuindo para o controle da pandemia do coronavírus no Pará.

Ademais, o benefício será de grande valia visto que o estado possui quase 400 mil doses da vacina vencendo e muitos cidadãos que ainda não procuraram se imunizar. Contudo, com a chegada de novas variantes a previsão é que a campanha se intensifique.

O Auxílio Emergencial será prorrogado?

Vale salientar que para tornar a prorrogação do coronavoucher possível algumas expectativas do Governo Federal precisam ser anuladas, a destacar a aprovação da PEC dos Precatórios. A medida visa criar espaço no Orçamento da União de 2022 liberando recursos para o financiamento do Auxílio Brasil.

O novo programa social está substituindo o Bolsa Família. Com o dinheiro dos precatórios será possível que o presidente da república, Jair Bolsonaro, cumpra sua promessa de viabilizar mensalidades médias no valor de R$ 400 para cerca de 17 milhões de famílias em situação de vulnerabilidade.

Diante disso, somente se os planos para o Auxílio Brasil derem errado, o Governo deverá editar uma nova Medida Provisória para liberar mais uma rodada do Auxílio Emergencial. Todavia, apoiadores de Bolsonaro pressionam o chefe do Executivo a conceder uma nova prorrogação.

Isso porque, 2022 é ano eleitoral e o presidente da república pode ser mal visto considerando as mais de 20 milhões de pessoas desamparadas economicamente. Contudo, para saber mais sobre esse caso é preciso estar atendo as informações das próximas semanas.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.