Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

1.5/5 - (2 votes)

Auxílio de R$ 1.200 em 2022 será pago? VEJA

A inspiração da iniciativa foi os pagamentos duplos das parcelas do Auxílio Emergencial em 2020.

Está em trâmite na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei que discute a criação de um auxílio permanente de R$ 1.200 para as mães solteiras chefes de família monoparental. A inspiração da iniciativa foi os pagamentos duplos das parcelas do Auxílio Emergencial em 2020.

Veja também: NOVO Auxílio de R$400: veja como fazer para entrar em janeiro

A proposta foi criada pelo deputado Assis Carvalho e de acordo com o parlamentar, as mães solteiras que não possuem emprego formal, precisam de apoio financeiro para ajudar no sustento dos filhos. A crise econômica do país agravou ainda mais a situação.

O projeto já foi aprovado na Comissão de Direitos da Mulher, e atualmente está na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF). No entanto, ainda é preciso passar pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJD) e depois pelo Senado Federal. Caso aprovado em todas as casas, será encaminhado para a sanção presidencial.

Pagamento do Auxílio permanente

Segundo o texto, os pagamentos do novo benefício serão realizados pelos bancos públicos. No entanto, é possível que sejam repassados apenas pela Caixa Econômica Federal, uma vez que já é responsável pelas demais transferências sociais.

Quem terá direito ao auxílio de R$ 1.200?

De acordo com o Projeto de Lei, para receber o benefício é necessário se encaixar nos seguintes requisitos:

  • Ser mulher chefe de família solteira;
  • Possuir 18 anos ou mais;
  • Ter ao menos um filho ou dependente menor de idade;
  • Não estar empregada formalmente;
  • Não receber benefício previdenciário ou assistencial;
  • Possuir renda familiar mensal per capita de até meio salário-mínimo ou total de até três salários mínimos.

Auxílio emergencial de até R$3 mil

O presidente da república, Jair Bolsonaro, sancionou a Medida Provisória (MP) que disponibiliza mais de R$ 4 bilhões para o pagamento retroativo do Auxílio Emergencial. As novas parcelas serão destinadas aos pais solteiros chefes de família monoparental.

O Ministério da Cidadania será o responsável por realizar o pagamento adicional do programa. No entanto, até o momento a pasta não divulgou as datas para iniciar os repasses.

Retroativo do Auxílio Emergencial

Informações de bastidores afirmavam que os pagamentos seriam realizados junto ao benefício do Auxílio Brasil, todavia, nem todos os cidadãos que serão contemplados recebem do novo programa. Desta forma, é improvável que esta metodologia seja utilizada.

Como mencionado, a data para o início dos pagamentos ainda não foi definida. O que se sabe até o momento é que os repasses dos valores serão realizados em cota única, com todos os beneficiários recebendo o montante de uma só vez.

Quem terá direito ao retroativo do Auxílio Emergencial?

Segundo o governo, serão beneficiados os pais solteiros que eram inscritos no Auxílio Emergencial no início do ano passado e recebiam por mês a quantia regular de R$ 600. Na época, as mães solteiras chefes de família monoparentais recebiam uma cota dupla de R$ 1.200 por mês.

Isso ocorreu devido ao veto do presidente Jair Bolsonaro que impossibilitou o público masculino de ter acesso as parcelas dobradas. Porém, este ano o Congresso Nacional derrubou a restrição e permitiu que os homens na mesma situação que mulheres recebessem o complemento dessas parcelas.

1.5/5 - (2 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

5 Comentários
  1. mayara santos Diz

    Verdade. Seu presidente pq os homem vai ganhar 3.000 eh as mulher 1200 issa ta errado pq não as mulher ganhar 3.000 eh os homem 1200 pq nois mulher tem a vida mais difícil eh os dos homem facil ate de mais

  2. Elenice Aquino Dias Diz

    Sinceramente não entendo!!!! Os pais solteiros em esseçao de alguns não pagam pensão,vivem na farra ,nem se preocupam em saber como a mãe dos seus filhos está se virando no meio de noites acordada com filho doente ,ou quem irá levá-lo na escola no dia seguinte,o que ele tá precisando como alimento,roupas,remédios etc emfim; não querem nada com as responsabilidades do dia á dia e ainda vai ganhar do governo 3 mil ??????É Brasilll Deus tenha misericórdia de nós!

  3. Elenice Dias Diz

    Sinceramente não entendo!!!! Os pais solteiros em esseçao de alguns não pagam pensão,vivem na farra ,nem se preocupam em saber como a mãe dos seus filhos está se virando no meio de noites acordada com filho doente ,ou quem irá levá-lo na escola no dia seguinte,o que ele tá precisando como alimento,roupas,remédios etc emfim; não querem nada com as responsabilidades do dia á dia e ainda vai ganhar do governo 3 mil ??????É Brasilll Deus tenha misericórdia de nós!

  4. Michele Diz

    Concordo plenamente com a resposta de Joanna Diz ,pois estou passando uma situação terrível de desemprego, pobreza extrema,estou quase depressiva por conta da situação que mim encontro…há exatamente 4 anos vivendo de bicos ,e do auxílio emergencial ,que por sinal chegou ao fim e não fui encaixada no bolsa Brasil ,pois meu bolsa família disseram que havia sido cancelado ,sem ao menos da uma explicação de bloqueio .agora faço um bico aqui ou ali pra ganhar 100 reais ou tenho a ajuda e Piedade de familiares …já fiz várias entrevistas e nunca sou boa o suficiente para ser contratada ,ou alguém mas novo(jovens aprendiz) ,habilitado ou com um QI passa na frente …uma vez perdi um emprego pq a empresa perguntou com quem eu deixaria meu filho ,como se ele fosse atrapalhar minha vida profissional,aí fui dispensada ,mesmo tendo todo os requisitos.Agora vejo um absurdo desse do governo,deixar de ajudar mulher que a vida sempre é desigual pra nós ….pra da dinheiro fácil prós homens que a vida pra eles sempre é mas fácil ,como emprego também .Procurem rever seus atos e decisões em relação a situação das mulheres ,pois nós somos o lado mas fraco da humanidade em relação a tudo.

  5. Joann Diz

    Mães solteiras R$1,200 .00
    País solteiros R$ 3,000.00 (???????)
    Sr presidente , se o senhor soubesse que nas entrevistas de emprego os homens não são perguntados sobre filhos e conseguem empregos super fácil… Quanto as mulheres, nós, somos perguntadas sobre com quem iremos deixar nossos filhos ( e ainda recebemos um não como resposta) -Eu quem o diga!!!
    Pq essa facilidade para os homens e dificuldade para as mulheres?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.