Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.7/5 - (52 votes)

Auxílio de R$ 1.200: Como se inscrever para receber? veja

Se você é mãe solteira e sustenta ao menos um filho menor de 18 anos sozinha, saiba que pode receber um auxílio permanente de R$ 1.200 ao mês.

Se você é mãe solteira e sustenta ao menos um filho menor de 18 anos sozinha, saiba que pode receber um auxílio permanente de R$ 1.200 ao mês. A proposta está em discussão na Câmara dos Deputados desde 2020, quando foi criada, por meio do Projeto de Lei 2099/20.

Veja também: Auxílio emergencial 2022: Saiba quem recebe as novas parcelas do benefício

Tramitação do Projeto de Lei

Embora o projeto esteja desde 2020 na Câmara dos Deputados, apenas no fim do ano passado começou a dar alguns passos, quando a Comissão dos Direitos da Mulher aprovou a medida.

Cabe salientar que para o benefício ser liberado é necessário passar pela aprovação de todas as Comissões competentes. Neste sentido, o texto ainda precisa passar pela:

  • Comissão de Seguridade Social e Família;
  • Comissão de Finanças e Tributação;
  • Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Todavia, após os possíveis pareceres favoráveis por parte das Comissões, a proposta ainda deve ser aprovada no Senado Federal e receber a sanção do presidente da república para ser definitivamente liberada.

Quem vai receber o auxílio caso seja aprovado?

Considerando a promulgação da proposta, o benefício será exclusivamente liberado às mães solteiras chefes de família monoparental que estejam em situação de vulnerabilidade social. Além disso, será preciso atender aos seguintes requisitos:

  • Ser mulher e mãe de família;
  • Ter 18 anos ou mais;
  • Não possuir emprego formal ativo;
  • Não ser titular de benefício previdenciário ou assistencial e nem ser beneficiária do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado o Auxílio Brasil, que será suspenso durante o recebimento do auxílio permanente;
  • Possuir uma renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo ou a renda familiar mensal total de até três pisos;
  • Estar inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico);
  • Ser microempreendedora individual (MEI); contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social; ou trabalhadora informal, seja empregada, autônoma ou desempregada.

Contudo, é importante frisar que as regras para inscrição no programa ainda não foram definidas. No entanto, a expectativa é que o benefício seja liberado para as mães inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

3.7/5 - (52 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

27 Comentários
  1. Jocilene de Melo Batista Diz

    Eu tenho arreceber por que sou mãe solteira e tenho uma filha só…

  2. Pamela Diz

    Eu preciso muito desse dinheiro eu tenho uma filha de 2 meses e o leite está muito caro esse dinheiro ia me ajudar tanto

  3. Simone Freitas lopes Diz

    Quem paga inss entao nao vai perder o essa ajuda? E o auxílio Brasil? Obrigada

  4. Alba Lopes Diz

    Espero que o presidente aprove pois existe muitas mães que precisam muito e criam seus filhos só. E eu sou uma delas.

  5. Alba lopes Diz

    É uma boa sim pois tenho dois filhos e recebo o auxílio Brasil.estou a 16 anos sem trabalho e agora que tenho mais idade é que não consigo mais trabalho porquê preferem pessoas mais jovem.

  6. PATRICIO NEL DA SILVA RIBEIRO Diz

    Como faço isso

  7. Daiana Diz

    Tiraram o auxílio e deixaram esse de 400 o que tem de mãe solteira desempregada com filhos em situação dificil não é facil eu sou uma delas tiraram o meu e n fiquei com nada de ajuda

  8. Maeli dos santos Diz

    Como fasso pra me cadastrar no novo auxílio

  9. Fabiana Diz

    Tudo mentira!😂

  10. Eliane Diz

    Vivani Diz Que bom que você encontra emprego,é uma pena que nem todas tem essa chance no meu caso eu me separei há 3 anos tive que se mudar de cidade e pago aluguel não é fácil pra mim não viu,tenho 2 filhos 9 e 7 anos nem pensão eu recebo. Imagino quantas mães estão passando por situações iguais ou piores. Do jeito que os precos das coisas só aumentam a cada dia a nos né filha o governo não faz mais do que a sua obrigação já que não dá emprego,por mais amor ao próximo rancorosa

  11. Tania Maria Mattos Rocha Diz

    Sou só com meus três netos vivo com o benefício do meu neto pois não tenho trabalho nenhuma renda ou ajuda pois somos 4 eu e meus três netos pra tudo

  12. Marciel Diz

    Na minha opinião o governo tem para com isto somos nós trabalhadores que estamos pagando isto com imposto sobre imposto o nosso governo está cada dia que passa prejudicando o trabalhadores daqui a pouco até eu vou parar de trabalhar para pegar estes benefícios do governo

  13. lorrana Silva Oliveira Diz

    Bom Dia sou mãe solteira tem um bebê de 10 mês e preciso dessa ajuda ?

  14. Márcio Alexandre Pereira de Almeida Diz

    Venho atrás do site sou uma.pessoa
    Desempregado venho tentar essa oportunidade

  15. Viviane Aparecida Becker Diz

    Como fazer para participar

  16. Ducineia Martins Guimaraes Catarino Diz

    Meu filho se encontra desempregado e moramos de aluguel , sou separada por tanto não recebo nada do pai dele , preciso muito desse beneficio

  17. Eu e você PT sp. Diz

    8’pacela do auxílio emergencial não foi depositado …e não foi pago..day 04,12***e 28,.12******04.01 ..quem recebe o auxílio emergencial… precisa ….. Valle gás não foi pago e não depositado…. Dataprev.. roubo os escritos no cardasto urnico… governo estar ylicito..com os brasileiros… Kov19… doença e proibições… comentário…

  18. Vanderlucia Diz

    Que merda hem; quem vai querer trabalhar, é mais facil e gostoso arrumar filhos e ficar 17 anos de boa, nas costas de quem trabalha 😪

  19. luisantonioysadora123@gmail.com Diz

    Ceria bom mesmo

  20. Amanda Diz

    Faz um ano que está em votação até agora nada.

  21. Izabel Diz

    Kibom, assim vai encher o Brasil de mãe solteira,bom incentivo esse,afff

  22. Francisco de Assis Miranda da Silva Diz

    Por que só tem que ser pras mães solteiras?
    E os pais solteiros e viúvos?
    Que isonomia é essa que só beneficia as mães solteiras e os seus filhos?
    Sou viúvo, desempregado e tenho uma filha de 12 anos!
    Será que minha filha não tem direito a esse auxílio, também???
    Covardia governo!!!’

  23. Ronaldo de souza Diz

    Como faço pra receber

  24. Sueli Beserra Batista Diz

    Sobre auxílio permanente de um salário mínimo. No momento estou cadeirante devido complicações pós Covid e no momento recebo um auxílio de 400 .sou cadastrada no cad único sou usuária de fraldas entre outros gastos. Preciso de um salário mínimo por favor.

  25. Wagner Diz

    O meu auxílio emergencial entrou em extensão e falou que eu iriam receber a cesta parcela e até agora não recebi foi nada mudou o nome pra auxílio Brasil e nem auxílio gás e da que estou no card único mais até agora nada sem entender

  26. Vivani Diz

    Minha opinião é de que não vejo algo bom nisso. Um salário só por ter filho? Minha mãe criou cinco filhos(as) sem ter ao menos pensão. E agora é só ter um filho e pronto, um salário garantido. Como alguém pode evoluir dessa forma? Cadê o incentivo para estudar, ter uma profissão? Meu Deus! Onde vamos para se as coisas continuarem nesse rumo? Vejo desigualdade nisso, sim. Uma pessoa rala oito horas por dia para ganhar isso e uma mulher só precisa ter um filho. Sou mulher e sou mãe, e tenho muito orgulho de dizer que sempre trabalhei e pude dar o melhor possível para meu filho. E não nenhuma profissional formada não, ainda não. Trabalhei de faxineira, camareira, frentista. E tenho orgulho disso. Sou super a favor de ajudar o próximo, mas tendo um incentivo para que possa crescer profissionalmente e garantir um futuro melhor sabendo que é capaz de vencer os obstáculos. Essa é minha opinião.

  27. Rosilene vilharva Diz

    Eu tenho direito de receber tbm o auxílio emgecial

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.