Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

2.7/5 - (3 votes)

Auxílio Brasil: veja quem ainda poderá receber benefício nesta semana

De acordo com o calendário de julho do Auxílio Brasil, mais grupos de usuários poderão receber benefício no decorrer desta semana

Nesta quarta-feira (20), o Governo Federal segue com os pagamentos do seu Auxílio Brasil. Hoje, por exemplo, é a vez dos usuários que possuem o Número de Identificação Social (NIS) final 3. De acordo com a Caixa Econômica Federal, eles podem movimentar o dinheiro através do novo cartão do programa, do antigo dispositivo do Bolsa Família ou mesmo do app Caixa Tem.

Esta é a primeira semana de pagamentos da 9ª rodada do Auxílio Brasil. Ao todo, cinco grupos estão aptos ao recebimento do benefício, de modo que dois já receberam nos últimos dias e dois ainda receberão.

  • Já receberam: Usuários com o Número de Identificação Social (NIS) finais 1 e 2;
  • Liberado hoje (quarta, 20) : Usuários com o Número de Identificação Social (NIS) final 3;
  • Recebem amanhã (quinta, 21): Usuários com o Número de Identificação Social (NIS) final 4;
  • Recebem na sexta (22): Usuários com o Número de Identificação Social (NIS) final 5.

Os demais grupos recebem o benefício entre a próxima segunda-feira (25) e a sexta-feira (29). Segundo informações do Ministério da Cidadania, pouco mais de 18,13 milhões de pessoas estão aptas ao recebimento do projeto em julho. Todas elas recebem, no mínimo, R$ 400. O valor médio dos repasses é de R$ 408.

Mudanças

Os pagamentos de julho do Auxílio Brasil são os últimos do ano com este formato de depósito mínimo de R$ 400 por família. A partir do próximo mês de agosto, o programa já começa a ter o impacto da aprovação da PEC dos Benefícios. Assim, mais pessoas poderão entrar no projeto social e o valor também tende a ser elevado.

Em julho, o Governo Federal também aposenta o atual formato de calendário do programa. Esta é a última vez que o Auxílio Brasil é pago nos 10 últimos dias úteis do mês. Trata-se de um sistema que existia desde o antigo Bolsa Família. A partir de agosto, o plano é antecipar as liberações logo para a primeira quinzena de cada mês.

A PEC dos Benefícios

A PEC dos Benefícios é um documento oficial do Governo Federal que prevê uma série de alterações no sistema de projetos sociais do poder executivo. O texto já foi oficialmente promulgado pelo Congresso Nacional.

Entre as propostas aprovadas na PEC está justamente o aumento no valor do Auxílio Brasil. Em tese, o programa passará de R$ 400 para R$ 600 mínimos a partir do próximo mês de agosto deste ano. Para tanto, eles conseguiram a liberação de mais de R$ 24 bilhões.

Além disso, o texto da PEC também prevê o aumento no número de usuários do programa social. Como dito, em julho pouco mais de 18 milhões estão aptos ao recebimento do benefício. A partir de agosto, o projeto poderá bater a marca dos 21 milhões de atendidos.

Inscrição no Auxílio

Todavia, a PEC dos benefícios não indica nenhuma mudança no processo de seleção para o Auxílio Brasil. Dessa forma, segue valendo a ideia de que o Ministério da Cidadania precisa analisar os dados já existentes para decidir quem entra no programa social.

Quem já faz parte da folha de pagamentos do Auxílio Brasil, não precisa se preocupar com o processo de renovação da inscrição. O Ministério renovará o perfil automaticamente, considerando que o cidadão siga cumprindo todas as regras de permanência.

Quem ainda não faz parte da folha de pagamentos e quer entrar no programa, não precisa se inscrever. O Ministério da Cidadania analisará as informações do Cadúnico, e escolherá os usuários que poderão entrar no projeto em agosto.

2.7/5 - (3 votes)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.