Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Auxílio Brasil vai ter pagamento aumentado já em novembro?

Ministério da Cidadania divulgou nesta semana mais alguns detalhes sobre os pagamentos do Auxílio Brasil que começam no dia 17

Já está definido. Os pagamentos do Auxílio Brasil começam oficialmente no próximo dia 17 deste mês de novembro. Para quem não sabe, esse é o programa que deve substituir o Bolsa Família pelos próximos meses. A ideia do Governo Federal é aumentar o valor do projeto em relação ao que se viu no seu antecessor.

Mas mesmo diante da proximidade dos pagamentos do Auxílio Brasil, muita gente ainda tem dúvidas sobre a proposta em questão. Uma dessas indagações tem relação com a primeira parcela dos repasses. Em nota, o Governo já confirmou que o aumento do valor para a casa do R$ 400 não vai acontecer nesta primeira liberação.

Mas haverá um aumento no valor para esta primeira parcela? A resposta é sim. O próprio Ministério da Cidadania confirmou essa informação. De acordo com a pasta, o patamar do benefício vai crescer 17,8% em relação ao que se vê atualmente nos R$ 189 de média que o Bolsa Família estava pagando até o final de outubro.

Agora, o valor do Auxílio Brasil em novembro deverá ser de algo em torno de R$ 217 para todos os 14,6 milhões de usuários. Como dito, é uma espécie de aumento que deve tentar cobrir a inflação, mas ainda está longe daquilo que o Governo Federal estava prometendo. O Presidente Jair Bolsonaro garantiu que pagaria pelo menos R$ 400 por mês para cada uma dessas pessoas.

Quando o aumento deve acontecer?

Mas afinal, quando o aumento do Auxílio Brasil para a casa dos R$ 400 deve acontecer? De acordo com o plano do Governo Federal, a ideia é começar a fazer isso a partir de dezembro, ou seja, no período da segunda liberação.

Mas tudo isso vai depender da tramitação da PEC dos Precatórios no Congresso Nacional. De acordo com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, sem a aprovação dessa pauta não vai ser possível aumentar o valor do Auxílio Brasil para a casa dos R$ 400 em nenhuma hipótese.

Vale lembrar que a Câmara dos Deputados aprovou essa PEC dos Precatórios ainda em primeiro turno na última semana. A expectativa é que a votação do segundo turno aconteça ainda nesta terça-feira (9). Em caso de nova aprovação, o texto ainda tem que seguir para o Senado Federal.

Público do Auxílio Emergencial

Caso o Congresso Nacional aprove essa PEC e abra o caminho para o aumento do novo Bolsa Família para a casa dos R$ 400, as chances de uma prorrogação do Auxílio Emergencial passam a diminuir muito.

É que o plano do Governo Federal é prorrogar esse benefício apenas em um cenário de não aprovação dessa PEC dos Precatórios. Porque aí neste caso, o Planalto ficariam impossibilitado de aumentar ainda mais esses valores.

Na prática, o que se sabe é que não haverá espaço para os dois programas. Ou o Governo paga o novo Bolsa Família turbinado, ou passa a pagar a prorrogação do Auxílio Emergencial. Apenas um deles deverá seguir pelos próximos meses.

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.