Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.4/5 - (8 votes)

Auxílio Brasil de R$400 tem aumento temporário confirmado

Em nota, Ministério da Cidadania confirmou que o aumento no valor do Auxílio Brasil vai mesmo ser temporário e já tem data para acabar

O Governo pretende começar ainda este ano os pagamentos turbinados do novo Bolsa Família. O programa, que deve passar a se chamar Auxílio Brasil, vai começar a fazer os repasses a partir do próximo dia 17 deste mês. As liberações na casa dos R$ 400 irão depender do avanço da PEC dos Precatórios.

Veja também: VEJA o calendário do novo auxílio de R$400

Só que mesmo que isso aconteça, é preciso deixar claro que estamos falando de um aumento temporário. Isto é, ele vai chegar e já tem data para acabar. Em nota, o Ministério da Cidadania já até confirmou essa informação. De acordo com a pasta o Auxílio Brasil de R$ 400 só vai durar até dezembro de 2022.

Isso está levantando, portanto, uma série de críticas de opositores do Governo Federal. As pessoas estão acusando o poder executivo de usar o projeto para aumentar os valores e possivelmente induzir parte da população ao voto no Presidente Jair Bolsonaro. O Palácio do Planalto nega que esta seja a questão.

Mas o Governo Federal não pode negar que existe uma preocupação interna com a questão eleitoral. Em entrevista recente, o próprio Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que parte dos membros do Palácio do Planalto estariam muito preocupados com a situação. Ele disse ainda que eles querem aumentar muito os auxílios para ajudar Bolsonaro a ganhar a eleição.

O próprio Presidente falou sobre isso também em uma entrevista recente. De acordo com ele, vários aliados próximos dele estavam dizendo que ele deveria aumentar o valor do Auxílio Brasil para a casa dos R$ 600 para possivelmente garantir sua reeleição. Bolsonaro, no entanto, disse que não vai fazer isso.

Auxílio Brasil

O Plano do Governo Federal é começar os pagamentos do Auxílio Brasil ainda neste mês de novembro. Neste primeiro momento, apenas quem estava no programa anterior é que vai conseguir receber esse montante em questão.

Vale lembrar que esse projeto vai substituir não apenas o Bolsa Família como também o Auxílio Emergencial. De acordo com o Ministério da Cidadania, o benefício em questão estava atendendo cerca de 35 milhões de pessoas até o último mês de outubro

Segundo o Ministro da Economia, Paulo Guedes, pelo menos uma parte desses usuários vai poder migrar para o novo benefício. O fato, no entanto, é que já se sabe que a grande maioria dos beneficiários não vai conseguir fazer essa mudança.

Pesquisas

A relação entre pagamentos de benefícios e popularidade do Presidente é complexa. No ano passado, quando o Governo Federal começou a pagar um Auxílio de R$ 600, sua popularidade atingiu o maior nível, de acordo com dados do Datafolha.

Cerca de um ano depois, quando os pagamentos do Auxílio voltaram com valores menores, a situação se inverteu. Agora, de acordo com o mesmo Datafolha, a popularidade do Presidente está em um dos níveis mais baixos da história.

Vale lembrar que pesquisas eleitorais apontam que o atual Presidente divide a preferência da maioria do eleitorado com Lula (PT). A tendência é que as eleições presidenciais do próximo ano tenham o Auxílio Emergencial e o Bolsa Família como dois dos principais temas.

3.4/5 - (8 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.