Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Auxílio Brasil vai abrir seleção de entrada todos os meses, diz Ministério

De acordo com informações do Ministério da Cidadania, todos os meses as pessoas terão uma nova chance de entrar no Auxílio Brasil

O Governo Federal deve começar ainda nesta semana os pagamentos do seu novo Auxílio Brasil. Esse é o programa que deve substituir o Bolsa Família. O primeiro repasse já vai acontecer no próximo dia 17. Mas na verdade todo mundo quer saber mesmo é quando o Planalto vai abrir novas vagas.

Não vai ser agora. Pelo menos é isso o que está dizendo o próprio Ministério da Cidadania. De acordo com as informações da pasta, em novembro apenas os usuários que estavam no programa Bolsa Família em outubro é que poderão receber o novo benefício em questão. Nós estamos falando, portanto, de algo em torno de 14,6 milhões de brasileiros.

Mas quando as novas vagas serão abertas? Ainda de acordo com o Ministério da Cidadania, isso vai acontecer já a partir de dezembro. A ideia é inserir algo em torno de mais 2,5 milhões de brasileiros no programa a partir do último mês do ano. Todos os selecionados terão que estar no Cadúnico.

Neste último final de semana, o Ministério da Cidadania confirmou a informação de que vai fazer novas seleções todos os meses. Então, sempre depois da conclusão de uma parcela, membros da pasta voltarão a olhar os dados dos usuários que querem entrar no programa. E alguns poderão entrar no benefício.

Na prática, essa é uma boa notícia para quem está tentando entrar no projeto. É que mesmo que elas não consigam entrar em dezembro, elas poderão esperar mais um pouco para entrar em janeiro ou fevereiro ou março. Elas sempre terão mais uma oportunidade no mês seguinte. É o que o Ministério está dizendo.

Diferente do Auxílio

Não é assim que funcionava no Auxílio Emergencial. Neste caso, o Governo Federal abriu inscrições para entrada no programa ainda no início do ano passado. De lá até aqui, mesmo depois de algumas prorrogações, eles não abriram mais vagas.

Então neste meio tempo, mesmo que algumas pessoas tenham perdido o emprego e entrado em situação de vulnerabilidade depois do fim das inscrições, esse cidadão não teve a chance de entrar no Auxílio Emergencial.

Aumentos não no mesmo nível

No novo bolsa família, os cidadãos seguirão tendo a chance de entrar no programa todos os meses. De qualquer forma, eles também poderão sair a qualquer momento. Isso quer dizer que vai existir um fluxo constante de entrada e saída de pessoas no benefício.

Como dito, no mês de novembro, o Governo vai inserir cerca de 2,5 milhões de brasileiros no programa em questão. Logo depois as inserções continuam a cada mês. Mas nos períodos seguintes, é provável que essa margem de entrada seja menor.

Cadúnico sempre

O que não vai mudar no decorrer dos pagamentos é a exigência do Cadúnico. Para quem não sabe, essa é a lista do Governo Federal que inclui o nome das pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social.

Quem não estiver nesta lista não vai poder entrar no benefício. E isso não importa se é dezembro, janeiro ou março. Essa é uma regra que vai valer em definitivo. Quem ainda não está no Cadúnico, vai precisar se inscrever.

Avalie o Texto.

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.