Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Auxílio Brasil registra recorde de procura no mês de julho

Segundo informações do Google, buscas pelo termo Auxílio Brasil dispararam no mês de aprovação da PEC dos Benefícios

O ritmo de buscas pelo termo Auxílio Brasil bateu recorde neste último mês de julho. De acordo com o levantamento divulgado pelo Google, a procura por informações sobre o projeto social do Governo Federal disparou justamente no momento em que o Congresso Nacional promulgou o aumento do valor do programa de R$ 400 para R$ 600.

Ainda segundo as informações do Google, o recorde de acessos de busca sobre o assunto aconteceu exatamente no último dia 13 de julho. Foi justamente a data da aprovação da PEC dos Benefícios na Câmara dos Deputados. O texto despertou curiosidade de boa parte dos cidadãos brasileiros naquele contexto.

Analistas acreditam que a alta procura acontece não apenas por causa do número de cidadãos que querem receber o dinheiro. Há também uma parte da população que não pretende receber o benefício, mas que tem curiosidade sobre o assunto, e sobre como o aumento poderia interferir nas eleições presidenciais marcadas para este ano.

De qualquer forma, os dados do Google mostram que em comparação com julho de 2021, o aumento nas buscas pelo programa na plataforma de pesquisas foi de 121%. A última vez que o projeto tinha sido tão buscado foi em novembro de 2021, ou seja, justamente o primeiro mês de liberações do benefício social do Governo Federal.

O Google mostra ainda que agora em julho de 2022, o maior nível de pesquisas está concentrado em estados do Norte e do Nordeste. A lista do top 10 inclui Maranhão, Piauí, Bahia, Pará, Sergipe, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Amapá e Amazonas. Hoje, o maior número de beneficiários do programa se concentra na região Nordeste.

Fila de espera

Embora os números acima considerem apenas uma questão de busca virtual pelo termo do Auxílio Brasil, eles também podem considerar um aumento da procura pelo recebimento de fato do dinheiro do benefício social do Governo Federal.

Outro indício que pode corroborar com a teoria, é o tamanho das filas em Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) espalhados por todo o país. Capitais como Recife e Porto Alegre tiveram que alterar o sistema de atendimento para poder atender mais pessoas.

O Ministério da Cidadania, que é a pasta responsável pelos pagamentos do programa social, não divulga dados de procura dos cidadãos pelo sistema do Cadúnico. De toda forma, informações de assistentes municipais dão conta de que a procura vem aumentando nos últimos meses.

Auxílio de R$ 600

O Auxílio Brasil começa a ser pago no valor de R$ 600 já a partir da próxima semana. No dia 9 de agosto, será a vez dos usuários que possuem o Número de Identificação Social (NIS) final 1. O dinheiro cairá na conta desde as primeiras horas da manhã.

Oficialmente, a PEC dos Benefícios liberou R$ 26 bilhões para que o Governo Federal utilize a quantia nos pagamentos do Auxílio Brasil. Parte do dinheiro será usado para elevar o valor do programa de R$ 400 para R$ 600 até o final deste ano.

Já a outra parte da quantia será suficiente para inserir mais de 2,2 milhões de pessoas na folha de pagamentos do programa social. Dados do Ministério da Cidadania apontam que mais de 20 milhões de brasileiros estão aptos ao recebimento do benefício em agosto.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.