Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.3/5 - (3 votes)

Auxílio Brasil: Quem recebe hoje, 28 de janeiro?

Considerando o início do calendário de pagamentos, os beneficiários com NIS de final 9 receberão nesta sexta-feira, 28 de janeiro.

Neste mês de janeiro, o Auxílio Brasil começou seus pagamentos no dia 18 de janeiro.

Dessa forma, assim como era no Bolsa Família, os pagamentos serão, via de regra, nos dez últimos dias úteis do mês. Geralmente, apenas em dezembro essas datas mudam em razão dos feriados de fim de ano. No entanto, para o restante dos meses, estes costumam ser os dias de depósito.

Assim, as novas 3 milhões de famílias que entraram no programa poderão se acostumar com esta ordem.

Isso ocorre para que a Caixa Econômica Federal libere os saques com base no final do NIS (Número de Identificação Social). Então, inicia-se com a possibilidade de saque para os participantes que possuem NIS de final 1, seguindo a cada dia até aqueles de NIS com final 0.

Leia mais:

Auxílio Brasil: Terceira parcela é paga hoje (28) aos beneficiários com NIS final 9

Confira os pagamentos desta semana do Auxílio Brasil, Auxílio Gás, FGTS e INSS

Quem recebe o Auxílio Brasil hoje, 28 de janeiro?

Considerando o início do calendário de pagamentos, os beneficiários com NIS de final 9 receberão nesta sexta-feira, 28 de janeiro.

Portanto, este grupo poderá se dirigir a uma agência da Caixa ou a uma Casa Lotérica para efetuar seu saque.

Nesse sentido, é importante lembrar que os participantes devem movimentar seus valores dentro de 120 dias depois do depósito. Dessa maneira, se isso não ocorrer, o Auxílio Brasil retornará aos cofres públicos.

O depósito pode ocorrer por meio do cartão do programa social e até mesmo do antigo Bolsa Família. Além disso, aqueles que ainda não possuem o cartão conseguem sacar o benefício por meio de código gerado no aplicativo Caixa Tem.

Neste mês, o Governo Federal fará um investimento de R$ 7,1 bilhões para o Auxílio Brasil. Isto é, visto que são 17,5 milhões de famílias beneficiárias com um benefício mínimo de R$ 400.

Beneficiários também recebem Auxílio Gás

Nesta sexta-feira, 28 de janeiro, e durante todo o calendário de janeiro do Auxílio Brasil, os beneficiários receberão valor do Auxílio Gás.

Este benefício será sempre no valor de 50% do preço médio do gás de cozinha. Assim, atualmente, isso equivale a R$ 52, já que, segundo a ANP (Agência Nacional de Petróleo), o botijão de 13 quilos está em uma média de R$ 104.

Ademais, é importante lembrar que este valor irá sempre variar de acordo com as mudanças do preço do gás.

No entanto, esta quantia não será depositada no próximo mês porque este pagamento apenas ocorrerá de dois em dois meses. Portanto, apenas em março os participantes terão acesso ao valor novamente.

Além disso, em janeiro, o público da quantia não chega a todos do Auxílio Brasil. Serão 5,5 milhões de famílias recebendo o Auxílio Gás. Portanto, considerando a quantidade de beneficiários e o valor do benefício, o orçamento do programa é de R$ 1,9 bilhão para este mês.

O público de participantes é composto por beneficiários do Auxílio Brasil e do BPC (Benefício de Prestação Continuada). Assim, chegando a 5,5 milhões de pessoas inicialmente, com prioridade para:

  • Mulheres chefe de família
  • Famílias com mais membros
  • Famílias com renda menor

Contudo, o Governo Federal indica que tem o objetivo de chegar a todas as 17,5 milhões de famílias do Auxílio Brasil ainda neste ano de 2022.

Calendário de janeiro se encerra na próxima semana

Na próxima segunda-feira, 31 de janeiro, os beneficiários do Auxílio Brasil com NIS de final 0 receberão a sua parcela do mês.

Assim, se encerrará a rodada de janeiro, estando todos os participantes com seus valores em mãos.

Então, é importante lembrar que, com a mudança para o Auxílio Brasil, o Governo Federal começará a analisar os cadastros mensalmente. Isso significa, portanto, que, se a família deixar de cumprir com as regras do programa, poderá parar de receber o benefício.

Isto é, a família deve manter a seguinte renda mensal:

  • No caso de estar na linha de pobreza, de R$ 105,01 a R$ 200 por pessoa. No entanto, estes também precisam ter em sua composição: gestante, nutriz, crianças, adolescentes e jovens de até 21 anos.
  • Já a linha de extrema pobreza abarca aqueles que recebem até R$ 105 por pessoa.

Além disso, é necessário sempre manter as informações do Cadastro Único atualizadas. Logo, se a família tiver alguma mudança de endereço, quantidade de membros, renda total da casa, dentre outras, deverá se dirigir ao CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) de sua cidade.

Por fim, é importante se atentar às contraprestações do benefício.

Quais são as contraprestações do Auxílio Brasil?

Para entrar no programa social, a família precisa cumprir com critérios de renda, além de ter inscrição no Cadastro Único. No entanto, para se manter na medida, além de continuar cumprindo estes requisitos, é necessário:

  • Realizar o pré-natal, no caso das gestantes.
  • Acompanhar o calendário nacional de vacinação, no caso de crianças.
  • Acompanhar do estado nutricional de bebês e crianças.
  • Ter frequência escolar mínima, para crianças e adolescentes da família.
  • Ter matrícula em estabelecimento de ensino regular para jovens entre 18 a 21 anos.

Portanto, as famílias que entram no Auxílio Brasil dentro da categoria de pobreza, precisa ter em sua composição alguns grupos específicos. Assim, estes devem estar de acordo com as regras acima.

Aqueles que não fizerem essas atividades poderão perder o seu benefício e não receber a cota de fevereiro. Por esse motivo, é importante que a família esteja sempre em dia com estas ações e se informe no CRAS, em caso de dúvida.

Leia mais:

Auxílio Brasil de R$400: fila de espera para o programa volta a se formar

Mais beneficiários poderão entrar?

Os novos 3 milhões de participantes que entraram no Auxílio Brasil neste mês de janeiro estão entendendo melhor como o programa funciona. Estes cidadãos já cumpriam com as regras da medidas e apenas aguardavam por análise do Ministério da Cidadania para poder entrar.

Assim, com a inclusão deste montante, o órgão indica que a fila de espera do Auxílio Brasil está zerada, ou seja, ninguém mais aguarda para entrar.

No entanto, é possível que mais brasileiros de inscrevam no decorrer do ano, para conseguir receber a medida. Nestes casos, então, não bastará cumprir com os critérios de participação.

O Governo Federal não fará a inclusão automática de todos que estão de acordo com as regras, visto que levará em conta os recursos disponíveis. Desse modo, aqueles que se inscreverem no decorrer do ano precisarão enfrentar a fila de espera para entrar no Auxílio Brasil.

Assim que o Governo Federal tiver recursos, incluirá aqueles que entrarão na fila.

3.3/5 - (3 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

3 Comentários
  1. Marta maria de lima fonseca Diz

    Gostaria muito de saber ter certesa que serei contenplada com o auxilio brasil…ja recebe o bolça famila mais fui bloqueada fui mim recadastra tudo ok so estou no aguarde dai ñ sei ate quando porem tudo muito caro passo necesidade financeira

  2. Mary Ramos Diz

    Gostaria de saber quem o NiS final 9 começou a receber desde que mês

  3. Antonio giison Diz

    Queria entender porque meu auxílio não veio meu é final 9 foi sexta 28 e estou precisando tenho 64 anos não tenho emprego

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.