Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.6/5 - (97 votes)

Auxílio Brasil de R$400 para quem não tem Bolsa Família

De acordo com as informações oficiais, quem não tem Bolsa família ainda não sabe se vai entrar no Auxílio Brasil

Os pagamentos do Auxílio Brasil devem começar já nesta quarta-feira (17). Mas até agora ainda há uma série de definições sobre o projeto. Uma delas gira em torno das pessoas que não estão dentro do Bolsa Família. Afinal, o que vai acontecer com esses cidadãos. O próprio Palácio do Planalto ainda não tem essa resposta.

Veja também: NOVA prorrogação do auxílio emergencial de até R$375

Há duas possibilidades. A primeira gira em torno da aprovação da PEC dos Precatórios. Se isso acontecer, então o Governo Federal vai ter mais espaço para aumentar a quantidade de usuários do Auxílio Brasil. E aí o número de beneficiários poderá subir dos atuais 14,6 milhões para cerca de 17 milhões de brasileiros.

Mesmo que isso aconteça, sabe-se que não vai dar para atender todo mundo que ficou órfão do Auxílio Emergencial. De acordo com o próprio Ministério da Cidadania, cerca de 25 milhões de pessoas irão precisar desses auxílios. Acontece, no entanto, que o Governo só deverá abrir cerca de 2,5 milhões de vagas em dezembro.

O outro cenário é o de não aprovação da PEC dos Precatórios. Aí a situação fica ainda um pouco mais difícil. É que o de acordo com membros do Palácio do Planalto, nesse cenário não vai dar para aumentar nem mesmo essas 2,5 milhões de novas vagas. Ficaria, portanto, tudo com está.

Nas redes sociais, muitos usuários estão tentando fazer pressão para que o Governo prorrogue o Auxílio Emergencial por mais algum tempo. Essa seria, portanto, uma maneira de tentar ajudar essas pessoas que perderam o programa, mas que também não irão conseguir entrar no novo Bolsa Família.

Promessa de novo projeto

Em entrevista recente, o Ministro da Cidadania, João Roma, disse que o fim do Auxílio Emergencial vai acabar com o benefício de cerca de 25 milhões de brasileiros que precisam de ajuda neste momento.

Ainda de acordo com Roma, o Governo Federal iria encontrar uma maneira de ajudar essas pessoas nos próximos dias. Só que de uns meses para cá, nada foi anunciado neste sentido. Então esses brasileiros seguem na indefinição.

Até mesmo as discussões em torno da prorrogação do Auxílio Emergencial esfriaram nos últimos meses. Neste momento, não se sabe exatamente o que vai acontecer com essas pessoas que perderam as suas ajudas.

Auxílio Brasil

O plano A do Governo Federal segue o mesmo. Eles querem começar os pagamentos do Auxílio Brasil já nesta quarta-feira (17). Mesmo sem a aprovação da PEC dos Precatórios, vai ser possível fazer esses repasses.

Neste primeiro momento, no entanto, o valor não será turbinado. Isso quer dizer portanto que os usuários do programa não receberão aquele valor mínimo de R$ 400 prometido pelo Governo Federal. A média agora vai ser de R$ 217. É o que se sabe.

Isso só vai mudar a partir da aprovação da PEC dos Precatórios em dois turnos no Senado Federal. Como ainda não se sabe quando isso vai acontecer, então não dá para confirmar ainda se vai existir mesmo um aumento no Auxílio Brasil. Agora é aguardar para ver o que vai acontecer.

3.6/5 - (97 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

12 Comentários
  1. Gilmarcos Diz

    Esse governo não tá nem aí com a população mais carente ,, ainda bem que falta menos de 1 ano desse governo incompetente e se DEUS Permitir não vai continuar ,que venha quem sempre olhou para os mais necessitados , só não entendo quem defende esse presidente incompetente …

  2. Maria Diz

    Milhões de Brasileiros, aceitando toda hipocrisia, de um presidente. Nesse momento ou pra todos ou pra ninguém. JAIR BOLSONARO, ñ sabe o que é fome e pobreza. #FORA PRESIDENTE.!!!!

  3. Angela Diz

    E uma vergonha nosso Brasil…um absurdo..
    Tudo caro…Presidete..Ajuda nos …todo mundo passando necessidade…..Aonde vamos parar se continuar assim..Meu Deus……A fome mata…..

  4. Amanda Diz

    Meu cadastro único não está atualizado paro de receber o bolsa ? Vi q no momento não precisava recadastrar o q faço

  5. Luizalberto soares da silva Diz

    E uma pena o que sera de nos que nessecitamos sem esse beneficio e sem trabalho

  6. Paulo Diz

    Bolsa família quem recebia 91 reais vai receber 102 reais que vergonha mixaria para as pessoas carentes

  7. Marina Diz

    Gente eles vão pagar 150$ o gás é 120$ não dá é muito pouco.

  8. Kymberlly Diz

    O presidente não está nem aí pra quem recebia o auxílio emergencial que não vai ter nem um feijão pro natal ele não em i salário dele e os cofres público ele está com a cueca cheia de dinheiro do povo ele está pouco se importando com o povo pobre que está na miséria ele tem feijão camarão carne e tudo de fartura na mesa dele então o povo pobre que se foda ele nem na janela olha a fome e o desemprego no Brasil
    Presidente lixo 🤬🤬🤬🤬🤬

  9. Raiza de Alcântara vieira Diz

    Queria muito essa ajuda do governo, não tenho bolsa família nem ajuda de ninguém

  10. Eduardo de Paula Faria Diz

    Isso é uma vergonha S o gás caro energia cara arroz caro tudo caro isso é uma vergonha para o Brasil aí vai lá e te dar r$ 400 e r$ 150 acha que dá para comprar alguma coisa eu quero ver eles viver com valor desse 😡😡😡😡🤬🤬🤬 o Brasil tem que parar todo mundo ninguém votar

  11. Livia Diz

    Esse Auxílio Brasil é uma piada para ferrar com a gente que precisa.
    Eu recebia 357,00 do Bolsa Família + 220,00 do complemento do Pacto DF Sem Miséria do GDF.
    Agora, com esse Auxílio Brasil, só vou receber 270,00 + 60,00 do Pacto DF Sem Miséria.
    E isso que tenho uma filha de um ano e um filho de quase três anos, doente, sem poder trabalhar.

  12. Marizangela Maciel da Silva Diz

    Uma humilhação bolsa família baixou pra 41 com reajustes 65 um absurdo com a família

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.