Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

O que é autossabotagem no trabalho?

autossabotagem no trabalho é a realidade de milhares de pessoas, todos os dias. Infelizmente, estamos nos sabotando em diversos contextos, e muitas vezes sequer nos damos conta disso.

Por isso, neste conteúdo nós apresentamos alguns cenários da autossabotagem no ambiente corporativo, a fim de lhe ajudar nessa autoanálise importante. Acompanhe-nos e reflita conosco.

O que é autossabotagem no trabalho?

A autossabotagem no trabalho pode ser entendida como aquelas práticas que fazemos de maneira nociva contra nós mesmos. Grande parte das vezes não nos damos conta de que estamos nos prejudicando, o que pode tornar a situação cada vez pior.

Se você tem se sentido prejudicado em alguns fatores envolvidos com o trabalho, então veja o que pode ser considerado autossabotagem no ambiente corporativo:

1- Aceitar tudo o que os outros solicitam

Você é aquele profissional que simplesmente aceita qualquer demanda alheia? Ou sabe impor as suas vontades? Você tem dificuldade para dizer “não” a alguém? Pois é!

Se você costuma aceitar qualquer demanda, a ponto de se sobrecarregar de serviços, saiba que isso é um exemplo de autossabotagem no trabalho.

Afinal, se você aceita um serviço mesmo sabendo que será difícil concluir, você está se fadando ao fracasso ou ao esgotamento. Cuidado!

2- Deixar oportunidades passarem por medo

Quantas oportunidades incríveis você simplesmente deixou passar por medo de não conseguir? Existe uma voz interna que fica dizendo a você que determinada tarefa é impossível de ser executada, e por isso você não irá tentá-la?

Se esses pensamentos fazem parte da sua rotina, a autossabotagem no trabalho pode estar mais presente do que você imaginava.

3- Procrastinar

A procrastinação pode aparecer, volta e meia, em qualquer profissional. Não somos máquinas dispostas a trabalhar sem parar, todos os momentos.

Porém, quando a procrastinação se torna rotina, começamos a nos autossabotar sem nos darmos conta disso.

Portanto, analise quantas vezes na semana você tem procrastinado algo importante. Visualize as suas ações e pense sobre os motivos pelos quais você tem procrastinado e tente mudar esse quadro.

4- Tentar fazer tudo perfeito

O perfeccionismo é outro exemplo nítido de autossabotagem no trabalho. Quando tentamos atingir uma perfeição, irreal, diga-se de passagem, tendemos a procrastinar e nunca concluir algo importante.

Ou quando concluímos, passamos tanto tempo naquela tarefa que simplesmente esgotamos a nossa energia física e mental, impactando outras atividades cotidianas.

Entenda que não existe nada perfeito no mundo. Não fique buscando uma perfeição.

É claro que devemos dar o nosso melhor sempre, mas, saiba que esse “melhor” jamais (JAMAIS!) será o perfeccionismo.

5- Buscar agradar apenas o chefe

Você é aquele tipo de colaborador que faz o possível e o impossível apenas para agradar o seu chefe? Você é o tipo de pessoa que coloca-se em segundo lugar apenas para sanar todos os desejos do seu líder? Cuidado!

Ao fazer esse tipo de coisa você anula as suas próprias ideias e até mesmo a sua proatividade. Além de que pode esgotar a sua energia mental e sentir-se inferior aos outros.

Por isso, esse é mais um dos exemplos clássicos de autossabotagem no trabalho.

Você tem cometido esse ou algum dos outros que citamos? Analise a sua rotina e parta para uma nova ação: a do autoconhecimento e gerenciamento das suas ações, impedindo que a sabotagem apareça em sua rotina. Boa sorte!

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.