Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

AUMENTO do Bolsa Família e novo auxílio emergencial de até R$3 mil

A ideia é que o Planalto comece os pagamentos do novo Bolsa Família ainda no último trimestre deste ano.

Um dos grandes pedidos da esquerda brasileira poderá se tornar realidade dentro do Governo do Presidente Jair Bolsonaro. É que o Palácio do Planalto está admitindo a possibilidade de taxar os super ricos. Isso para conseguir aumentar os valores do Bolsa Família a partir do último trimestre deste ano.

Quem disse isso foi o próprio Ministro da Economia, Paulo Guedes. De acordo com ele, as projeções do Governo indicam um aumento na arrecadação de impostos justamente com este fim. A ideia é que o Planalto comece os pagamentos do novo Bolsa Família ainda no último trimestre deste ano.

“Está indo para R$ 50 bilhões, dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal, embaixo do teto, com o carimbo certinho, uma fonte permanente. A fonte, inclusive, muito bem-vinda do ponto de justiça social: taxar os super ricos, financiar a redução do imposto sobre os assalariados e no incremento do Bolsa Família”, disse Gudes.

O Ministro deu uma entrevista para o site Valor e falou justamente sobre a questão da arrecadação do dinheiro para os pagamentos do Bolsa Família. Nos últimos dias, informações da imprensa vinham dando conta de que o Governo Federal ainda não sabia como conseguir a quantia para pagar esse benefício novo.

O novo Bolsa Família deverá entrar em cena assim que o Auxílio Emergencial chegar ao fim. Então na prática, o Governo deverá começar os pagamentos do novo programa por volta do próximo mês de novembro. Até lá, todas essas definições orçamentárias precisam estar prontas e aprovadas pelo Congresso Nacional.

Valores do Bolsa Família

De acordo com informações do Ministério da Cidadania, o Bolsa Família chega hoje na casa de cerca de 14 milhões de brasileiros. Os valores variam de pessoa para pessoa, mas dá para dizer que a média de pagamentos mensais é de R$ 190 atualmente.

O Presidente Jair Bolsonaro disse em diversas entrevistas que essa média vai subir para a casa dos R$ 300 por mês. 

Fato mesmo é que o Governo ainda não bateu o martelo sobre isso. De acordo com informações de bastidores, o Palácio do Planalto deve enviar o texto com todas essas informações para o Congresso Nacional até, no máximo, o próximo dia 18 deste mês

Novo projeto de R$ 3 mil

O Ministro Paulo Guedes, disse que o Brasil poderá chegar a ter um novo Auxílio Emergencial no valor de R$ 3 mil para as pessoas em situação de vulnerabilidade. No entanto, ele apresentou condições para isso.

De acordo com o Ministro, isso só vai acontecer se o Brasil realizar uma série de privatizações de bens públicos. Dessa forma, ele acredita que o país poderia pagar benefícios mais altos do que os que estamos vendo agora nos auxílios.

O Presidente Jair Bolsonaro, no entanto, parece não gostar muito desta ideia. De acordo com informações de bastidores, o chefe do executivo acredita que as privatizações podem acabar tirando votos dele. Vale lembrar que 2022 é justamente um ano de eleições presidenciais.

Veja também: Novo Bolsa Família com nome de Renda Cidadã ou Renda Brasil

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
2 Comentários
  1. Rogério Cesar Giacon Diz

    Tenho direito ao bolsa familia

  2. Jucineia Tedesco Diz

    Como muitos eu tbm estou desempregada e tenho 2 filhos menores um 13 e uma de 10 e não consigo incluir eles no cadastro .Recebi ano passado e duas desse ano mas na terceira foi bloqueado.
    O pior de TD e saber q tem gente que nem filho tem recebe bolsa família e auxílio e ainda torra na boca de droga! O cúmulo ! Não sei que busca e essa q fazem viu

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.