Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Atualidades: Estudo encontra 5 novas espécies de plantas na Bolívia 

Perdas rápidas de biodiversidade em todo o planeta Terra significam que corremos o risco de espécies de plantas serem extintas e nem sequer sabíamos que tínhamos. 

Identificar essas espécies é fundamental para protegê-las e para compreender melhor o ecossistema em que se encontram. 

Atualmente, os cientistas descobriram cinco novas espécies de plantas nos Andes bolivianos.O estudo foi desenvolvido pelas Universidades de Exeter e Oxford e do Royal Botanical Gardens of Kew. 

Ele classifica e descreve as 28 espécies diferentes de Jacquemontia que agora são conhecidas por serem encontradas na Bolívia e no Peru.

“Muitas espécies de plantas não foram identificadas e classificadas, especialmente nos trópicos”, disse Rosie Clegg, da Universidade de Exeter e Kew. “Se você não sabe o que é uma espécie, não pode conservá-la”, completou.

Novas espécies

As plantas identificadas pelas universidades são todas do gênero Jacquemontia . Essas plantas entrelaçadas ou rasteiras são caracterizadas por suas flores azuis atraentes. 

Embora as espécies não tenham uma importância econômica ou ecológicamente profunda, algumas delas são cultivadas como plantas ornamentais de jardim. 

As cinco espécies recém-descritas são nomeadas:

  • Jacquemontia boliviana
  • Jaquemontia chuquisacensis
  • Jacquemontia cuspidata
  • Jacquemontia longipedunculata
  • Jacquemontia mairae

As plantas deste gênero geralmente crescem em habitats abertos e com grama. Entretanto, existem várias espécies deste gênero que podem prosperar até mesmo em solos com pouca terra e pouca água. 

Alguns requerem fogo para a germinação das sementes. Atualmente, sabe-se que algumas das novas espécies existem apenas em um local específico. 

Os cientistas precisam aprender mais sobre essas espécies para poder entendê-las e protegê-las melhor. 

Este trabalho é crucial devido às ameaças sempre presentes e cada vez mais intensas na região e no mundo todo, que podem acabar acelerando as perdas de biodiversidade.

Importância da identificação e classificação das plantas

Muitas espécies de plantas nos trópicos não foram identificadas e classificadas. Sendo assim,  sabe-se pouco sobre a flora de alguns dos ecossistemas mais preciosos e cruciais do mundo. 

A identificação dessas novas espécies, algumas das quais relativamente raras, é um grande passo em frente. 

A colaboração entre os que atuam na Bolívia e as instituições do Reino Unido é importante para a conservação das espécies e de seus habitats. 

Ao entender melhor as espécies identificadas, é possível aprender mais sobre os ecossistemas onde as encostas andinas se encontram. 

E pode potencialmente aprender uma variedade de lições que ajudarão no trabalho de conservação e mitigação e adaptação do clima em outras regiões.

O estudo de plantas raras que se desenvolvem em ambientes mais extremos pode colaborar para entender melhor a adaptabilidade, corroborando para preservação dessas espécies específicas, mas também outras espécies de plantas no futuro.

E então, gostou da matéria? Não deixe de ler também – Atualidades: Mudanças climáticas e caça ilegal ameaçam várias espécies de plantas

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.