ATENÇÃO! Pagamento dos R$ 12,7 bilhões do lucro do FGTS começam AMANHÃ

A partir de amanhã, 27 de julho de 2023, os trabalhadores serão beneficiados com a distribuição de uma parcela do lucro do FGTS obtido em 2022, por meio da Caixa Econômica Federal.

O montante destinado à distribuição em 2023 é significativo, totalizando R$ 12,7 bilhões. Esse valor será dividido de forma justa e proporcional entre aproximadamente 82 milhões de trabalhadores, de acordo com informações divulgadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Tal medida representa um importante incentivo financeiro para milhões de cidadãos em todo o país.

Vale destacar que essa distribuição do lucro do FGTS equivale a cerca de 99% do resultado total registrado pelo fundo no ano anterior, que alcançou a expressiva marca de R$ 12,8 bilhões.

Portanto, a ação da Caixa visa garantir que a maior parte dos rendimentos gerados pelo Fundo seja repassada diretamente aos trabalhadores, beneficiando-os de maneira direta.

Para esclarecer várias dúvidas comuns entre os beneficiários, organizamos esse texto completo! Então, vem com agente e não perca a oportunidade de saber muito mais sobre o lucro do FGTS.

Quem tem direito a receber o lucro do FGTS?

lucro do FGTS
Valores relacionados ao lucro do FGTS começa a ser pago a partir de amanhã, 27. Imagem: Terra

Em 2023, todos os trabalhadores que possuíam conta vinculada ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) até dezembro de 2022 têm o direito de receber o lucro do FGTS. Essa regra se aplica tanto às contas ativas quanto às inativas.

Assim, de acordo com as estimativas do ministro do Trabalho, Luiz Marinho (PT), cerca de 82 milhões de brasileiros serão beneficiados com esse pagamento.

Essa medida representa aproximadamente 40% da população do país, que é de cerca de 203.062.512 habitantes, conforme dados do Censo Demográfico de 2022.

O lucro do FGTS é uma forma de recompensar os trabalhadores pela aplicação de seus recursos no fundo ao longo do tempo, proporcionando-lhes um retorno financeiro adicional.

Observação: Os depósitos, programados para iniciar nesta quinta-feira, dia 27, terão prosseguimento até o dia 31 de agosto. Dessa forma, durante esse período, os valores serão creditados nas contas correspondentes de forma gradativa.

Qual será o valor depositado?

Ainda de acordo com as informações divulgadas pelo Governo Federal, o valor a ser recebido pelos trabalhadores será proporcional ao saldo de suas contas em 31 de dezembro de 2022.

Isso significa que o montante a ser depositado pode variar entre as pessoas, uma vez que cada uma possui um saldo específico em sua conta vinculada.

Além disso, o governo estabeleceu um índice de distribuição de 0,02461511, que será utilizado para calcular o lucro a ser creditado para cada trabalhador.

Para calcular o montante que cada indivíduo receberá, é preciso multiplicar o saldo da conta vinculada em dezembro de 2022 pelo índice de distribuição.

Vamos a um exemplo para você entender melhor esse cálculo do lucro do FGTS. 

Assim, considere por exemplo uma conta que possuía R$ 15.000 em saldo em 31 de dezembro de 2022. Para calcular o lucro a ser creditado, multiplicaremos esse saldo pelo índice de distribuição de 0,02461511:

Lucro = R$ 15.000 * 0,02461511
Lucro = R$ 369,23

Portanto, nesse novo exemplo, a conta terá um lucro creditado de R$ 369,23.

Como consultar o saldo do lucro do FGTS?

Segundo as diretrizes estabelecidas pelo Ministério do Trabalho, permanecerá inalterada a prática de verificar o saldo da conta relacionado ao lucro do FGTS.

Isso significa que a consulta poderá ser realizada por meio do website oficial da Caixa Econômica Federal ou através do aplicativo oficial do Fundo disponível para dispositivos móveis.

Vale ressaltar a importância de utilizar canais oficiais, como o site da Caixa e o aplicativo do FGTS, para evitar possíveis fraudes e garantir a segurança dos dados pessoais.

Sempre que necessário, o trabalhador pode consultar seu saldo, extratos e informações adicionais por meio desses canais digitais.

Você pode se interessar em ler também:

Observação

A distribuição do lucro pelo Conselho Curador do FGTS é regida pela legislação vigente, a qual estabelece que apenas uma “parte” do lucro do FGTS deve ser destinada aos beneficiários. O percentual exato a ser distribuído fica a critério do próprio Conselho.

Dessa forma, em relação ao ano de 2023, o Conselho Curador deliberou pela distribuição de 99% do montante.

Em resumo, é necessário um equilíbrio cuidadoso entre a garantia de recursos para os trabalhadores e a reserva para o bem-estar econômico do país.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.