Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Após ataques nas redes, Nubank e Anitta cancelam entrevistas

O Nubank trouxe a tona um enorme alvoroço nas redes com o anúncio da cantora Anitta em seu conselho administrativo, o banco planejava uma série de entrevistas para a imprensa ainda essa semana. O intuito era explicar que a diversidade tinha como objetivo ir muito além do marketing e dos memes. No entanto, tanto o banco quanto a cantora cancelaram as conversas.

O real motivo para o cancelamento das entrevistas não foi divulgado. No entanto, no dia do anúncio da cantora no conselho administrativo, Anitta sofreu diversos ataques bolsonaristas em suas redes sociais. A cantora respondeu como é de costume, fazendo com que a polêmica aumentasse.

A cantora que tem 14 milhões de seguidores no Instagram é um ícone de toda uma geração. Conseguiu com sua música um sucesso mundial mesmo tendo vindo de origem simples. Anitta cresceu em Honório Gurgel, um bairro no subúrbio do Rio de Janeiro, e é um exemplo de superação e empreendedorismo.

Além disso, não tem receios de se posicionar em assuntos polêmicos, por isso é comum o nome da cantora estar no meio de conflitos. Anitta chegou ao conselho do Nubank logo após o banco receber o maior investimento individual já realizado. Warren Buffett investiu US$500 milhões. Com isso o Nubank passou a ser o banco digital mais valioso do mundo, valendo cerca de US$30 bilhões.

Os prós e contras do caso

O Nubank ao chamar Anitta para seu conselho, o fez com o intuito de incorporar a marca aos pontos positivos da cantora. No entanto, sempre que ocorre uma contratação principalmente no caso de pessoas famosas ela vem com seus prós e contras.

Apesar de o ato de colocar pessoas famosas em cargos de empresas estar se tornando comum, a empresa que deseja aderir a essa estratégia deve estar preparada para segurar o posicionamento que a pessoa contratada defende que por vezes pode ser um pouco polêmico.

“Com o bônus, vem o ônus: a Anitta é uma pessoa que gera polêmica e, quando a marca se associa a ela, tem de ter condições de segurar o posicionamento que ela defende”, diz Rafaela Lotto, sócia da Youpix, agência especializada em influenciadores digitais.

Para Lotto a escolha da cantora foi mais midiática do que prática, levando em conta a vida corrida que Anitta leva e todas as responsabilidades que um conselheiro administrativo tem. “Tendo a achar que a escolha foi mais midiática do que prática: como uma pessoa que vive intensamente uma carreira bem-sucedida de cantora vai se dedicar com a seriedade que um conselho precisa?”, afirma.

Cancelamento das entrevistas pelo Nubank

O pagamento da cantora vem sendo feito através de participações em ações do Nubank, que por sua vez tem como plano a abertura de capital, cancelar as entrevistas provavelmente foram uma iniciativa com o intuito de reduzir os danos que as polêmicas envolvendo política poderiam vir a causar.

Para o professor da ESPM especializado em tendências, Fábio Mariano Borges, a intenção do Nubank ao cancelar as entrevistas foi de abafar o assunto que estava sendo muito falado nas redes sociais. Para o professor, a preocupação do banco faz sentido levando em conta que ele também tem responsabilidade sobre seus diversos públicos.

Tendo doutorado em boicotes digitais a empresas, Fábio afirma que até então nenhuma empresa que passou por esses cancelamentos sofreu com danos muito significativos. Na realidade o contrário é o mais comum de se acontecer, todas as vezes em que empresas bancaram os posicionamentos nos quais acreditavam nas redes sociais, o resultado foi positivo na valorização das ações e vendas.

“Se o Nubank estiver bem assessorado em termos de comunicação, acreditar de verdade no que é associado com a Anitta e se mantiver firme, vai se dar muito bem”, afirma o professor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.