Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Ataques fraudulentos aumentam no Brasil durante o 1º semestre de 2021

A população brasileira sofreu 1 ato fraudulento a cada 8 segundos no primeiro semestre de 2021, de acordo com o Indicador de Tentativas de Fraude, da Serasa Experian. Foram 1,9 milhão de ataques no período, o que corresponde a um aumento de 15,6% com relação ao mesmo período de 2020 e o maior volume já registrado na história.

O levantamento trouxe pela primeira vez, os dados sobre a idade das pessoas que sofreram os ataques, identificando que esta alta foi puxada principalmente pelas ações contra pessoas de até 25 anos, cujo crescimento foi de 19,3%.

Segundo o Jaison Reis, diretor de Soluções de Identidade e Prevenção a Fraudes da Serasa Experian, o crescimento das tentativas de fraude em 2021 pode ser uma consequência da aceleração e expansão da digitalização promovida pela pandemia do coronavírus, já que com o distanciamento social imposto, o acesso à serviços onlines aumentaram significativamente.

“Houve uma mudança no comportamento dos brasileiros, que passaram a adquirir bens e serviços online, graças às regras de distanciamento social impostas pela pandemia. Portanto, os oportunistas tinham mais transações para tentar acessar dados e recursos. Por isso a importância de ter plataformas robustas que identifiquem essas tentativas e impeçam a ação dos fraudadores”, afirmou o diretor.

Instituições financeiras foram as mais afetadas

As ocorrências de movimentações suspeitas ocorreram principalmente no setor financeiro nestes primeiros seis meses de 2021, já que os bancos e cartões registraram 1,2 milhão de tentativas e as financeiras com 205 mil, apresentando uma variação acumulada de 59,2% e -40,7% respectivamente.

Apesar das instituições financeiras terem sido as mais afetadas pelos fraudadores, o setor que obteve a maior alta no comparativo entre semestres deste ano e do ano passado foi o varejo, com uma  alta de 89,5% (167 mil). As áreas de Telefonia (-49%) e Serviços (-19,5%) apresentaram queda, totalizando 79 mil e 258 mil tentativas registradas.

Nesta atualização do Indicador de Tentativas de Fraude, a Serasa Experian traz outra informação inédita, desta vez sobre o impacto das movimentações suspeitas nas regiões do país. Segundo o Indicador, o Sudeste superou a casa de 1 milhão de tentativas, seguido pelo Nordeste (347 mil), Sudeste (300 mil), Centro-Oeste (176 mil) e Norte (120 mil).

Apesar do Sudeste ter o maior acumulado do semestre, foi o Nordeste que registrou maior variação no período. Jaison Reis explica que este aumento no Nordeste pode ser um indicativo do maior número de empresas atuando na região. Outro fator que contribui para isso, é o fato de  diversos empreendedores estarem utilizando sites e redes sociais para comercializar produtos, canais suscetíveis a atividades fraudulentas.

Tipos de ataques e como evitá-los

O Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraude – Consumidor, mostra que entre as principais tentativas de fraude observadas, falsificam ou roubam documentos para realizar compras, causando assim um prejuízo para a vítima.

Os principais golpes aplicados envolvem compra de celulares, emissão de cartões de crédito, financiamento de eletrônicos no varejo, abertura de conta em banco, compra de automóveis e abertura de empresas.

Os especialistas em ataques fraudulentos da Serasa Experian, alertam que para evitar cair em golpes desse tipo, é  necessário que os consumidores fiquem atentos e não compartilhem seus dados pessoais com nenhum desconhecido. Além disso, devem realizar operações financeiras apenas  com empresas de confiança e não clicar em links suspeitos.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.