Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Algumas curiosidades sobre o Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), é uma prova anual que tem como objetivo avaliar a qualidade do Ensino Médio nas escolas brasileiras. Esse exame é, atualmente, a principal forma de ingresso em cursos e universidades públicas e privadas.

Através da prova, muitos jovens de baixa renda podem ter acesso a programas do governo que concedem bolsas de estudo ou um financiamento estudantil. Pensando nisso, apresentamos abaixo algumas curiosidades sobre o Enem. Confira!

Entendendo melhor o Enem

O Enem foi criado em 1998 e em sua primeira edição contou com cerca de 116.000 participantes. Ele surgiu apenas como um exame de autoavaliação do aluno. Naquela época, a nota só podia ser aproveitada em duas instituições de ensino superior.

No entanto, a partir dos anos 2000, outras unidades começaram a aderir a nota do Enem como complemento aos vestibulares locais. Nesse caso, a pontuação da prova era somada à nota do vestibular e, desse modo, o estudante tinha um aumento na pontuação final.

Com o aumento exponencial no número de participantes ano a ano, em 2001, o governo federal começou a ceder isenção na taxa de inscrição para os estudantes de colégio público. Isso aumentou ainda mais o percentual de inscritos que chegou a cerca de 1.900.00 no ano seguinte. Além disso, as instituições acadêmicas e programas do governo como o Prouni (Programa Universidade para Todos) também começaram a aderir a nota do Enem para conceder bolsas de estudo parciais e integrais.

Em 2009, com a criação do SiSU (Sistema de Seleção Unificada), o Enem chegou ao seu atual formato. Nos dias de hoje, o exame substitui o vestibular tradicional em muitos casos e a prova possui 180 questões e uma redação. Com a nota, além de instituições federais, é possível ter acesso a programas como o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), por exemplo.

E aí? Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

Leia também Citação direta e indireta: como citar no seu texto de acordo com as regras da ABNT.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.