Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.6/5 - (5 votes)

Abono salarial de R$1.212 é confirmado para ESTE grupo de trabalhadores

Os repasses seriam referentes aos ano-base 2020, que devem ser distribuídos somente este ano. Neste caso, o benefício competente a 2021 só será liberado aos trabalhadores com carteira assinada em 2023.

Em 2021, os pagamentos do abono salarial PIS/Pasep foram adiados devido a situação econômica do país. Na ocasião, os recursos foram redirecionados para promover uma nova rodada do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm).

Veja também: Aplicativo do NOVO auxílio de R$400 tem instabilidades

Os repasses seriam referentes aos ano-base 2020, que devem ser distribuídos somente este ano. Neste caso, o benefício competente a 2021 só será liberado aos trabalhadores com carteira assinada em 2023.

De acordo com o Ministério do Trabalho e Previdência, cerca de 23 milhões de titulares terão direito ao abono de 2020 este ano. Para garantir o saque do benefício, o trabalhador deve se enquadrar nos seguintes requisitos:

  • Estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos;
  • Ter trabalhado ao menos 30 dias no ano-base (2020);
  • Ter tido remuneração mensal média de até dois salários no ano-base (2020);
  • Estar com os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

O benefício é pago proporcionalmente a quantidade de meses trabalhados pelo cidadão. Neste caso, quem trabalhou nos 12 meses do ano-base, por exemplo, receberá o valor máximo do abono, equivalente a um salário mínimo em vigência (R$ 1.212 em 2022).

Quem trabalhou por um período inferior, deve fazer um cálculo para descobrir quanto receberá de abono. Basta dividir o salário mínimo atual por 12 e multiplicar o resultado pela quantidade de meses trabalhados em 2020.

Vale ressaltar que o pagamento do PIS, destinado aos trabalhadores de empresas privadas, é realizado pela Caixa Econômica Federal. Já o repasse do Pasep, voltado aos servidores públicos, ocorre por meio do Banco do Brasil.

Calendário do abono PIS/Pasep em 2022

Calendário do PIS:

  • Nascidos em janeiro: a partir de 08 de fevereiro de 2022;
  • Nascidos em fevereiro: a partir de 10 de fevereiro de 2022;
  • Nascidos em março: a partir de 15 de fevereiro de 2022;
  • Nascidos em abril: a partir de 17 de fevereiro de 2022;
  • Nascidos em maio: a partir de 22 de fevereiro de 2022;
  • Nascidos em junho: a partir de 24 de fevereiro de 2022;
  • Nascidos em julho: a partir de 15 de março de 2022;
  • Nascidos em agosto: a partir de 17 de março de 2022;
  • Nascidos em setembro: a partir de 22 de março de 2022;
  • Nascidos em outubro: a partir de 24 de março de 2022;
  • Nascidos em novembro: a partir de 29 de março de 2022;
  • Nascidos em dezembro: a partir de 31 de março de 2022.

Calendário do Pasep em 2022:

  • Final da inscrição 0 ou 1: a partir de 15 de fevereiro de 2022;
  • Final da inscrição 2 ou 3: a partir de 17 de fevereiro de 2022;
  • Final da inscrição 4: a partir de 22 de fevereiro de 2022;
  • Final da inscrição 5: a partir de 24 de fevereiro de 2022;
  • Final da inscrição 6: a partir de 15 de março de 2022;
  • Final da inscrição 7: a partir de 17 de março de 2022;
  • Final da inscrição 8: a partir de 22 de março de 2022;
  • Final da inscrição 9: a partir de 24 de março de 2022.
3.6/5 - (5 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

1 comentário
  1. Elton Silva Diz

    Tô achando que o PIS 2021 não será pago.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.