Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

43% dos brasileiros acreditam que perdas de aprendizagem na pandemia são irrecuperáveis

Uma pesquisa realizada recentemente pelo Datafolha revela que 43% dos brasileiros acreditam que as perdas de aprendizagem durante a pandemia da covid-19 são irrecuperáveis. Entre pais e mães de estudantes, a porcentagem foi de 48%.

O levantamento sobre os efeitos da pandemia na educação foi encomendado pelo Instituto Unibanco e contou com 2.070 pessoas em todo o Brasil, de 129 municípios. As entrevistas foram feitas entre os dias 23 de novembro e 2 de dezembro de 2021.

O Datafolha dividiu os entrevistados em cinco faixa etárias: de 16 a 24 anos, 25 a 34 anos, 35 a 44 anos, 45 a 59 anos, e mais de 60 anos.

Os homens e as pessoas mais jovens, com idade entre 16 e 24 anos, têm uma visão mais positiva do cenário da educação. Entre os homens, 61% acreditam na recuperação das perdas de aprendizagem. Entre os mais jovens, o índice é de 71%.

De acordo com superintendente do Instituto Unibanco, Ricardo Henriques, é possível recuperar as perdas na área da educação. No entanto, para isso, é preciso que haja políticas públicas estruturadas.

“Não há porquê, nem teoricamente, nem empiricamente, existir um certo fatalismo pedagógico. Há como enfrentar essa crise e, para isso, precisamos ter uma ideia de recomposição da aprendizagem”, afirmou. 

O superintendente afirmou que a resposta negativa dos entrevistados pode estar relacionada a uma “vivência negativa” no ensino remoto. Nesse sentido, ele explica, que serão necessárias estratégias “que façam sentido para cada realidade”.

“Não é porque a aula voltou hoje, em 2022, que os efeitos da pandemia serão sentidos apenas agora, mas em 2023 e 2024 também”, afirmou.

E aí? Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

Leia também O MEC realiza a Semana Pedagógica de 2022 de 24 a 28 de janeiro; clique aqui e veja mais detalhes.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.