Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4.2/5 - (6 votes)

WhatsApp: Usar conexão em até quatro dispositivos pode trazer riscos; saiba como evitar

A novidade foi divulgada recentemente pelo mensageiro e inclui a possibilidade de manter o celular desligado enquanto a conta é utilizada nos outros aparelhos.

Usuários do WhatsApp já podem conectar a sua conta a, no máximo, quatro dispositivos diferentes simultaneamente. A novidade foi divulgada recentemente pelo mensageiro e inclui a possibilidade de manter o celular desligado enquanto a conta é utilizada nos outros aparelhos.

Veja também: SAIU! Whatsapp libera novo visual para o aplicativo e impressiona

Porém, as mudanças fazem com que o usuário perca um pouco do controle de acesso. Caso a pessoa estiver sem conexão com a internet no celular, por exemplo, outros dispositivos poderão ser utilizados sem que o titular da conta autorize o acesso, logo, a pessoa continuará usando o aplicativo sem que o dono saiba.

“Agora, o dispositivo tem um pouco de vida própria e um histórico próprio de mensagens. Ou seja, quando você apagar um histórico de mensagens em um dos dispositivos da conta, ele não necessariamente será excluído automaticamente dos outros aparelhos”, afirma o vice-presidente de tecnologia da FS Security, Marcus Garcia.

“Essa quebra de sincronia pode fazer com que seja um pouco mais difícil perceber se a sua conta está sendo utilizada em paralelo por um cibercriminoso”, ressalta.

Embora as mensagens, fotos e vídeos continuem sendo criptografados de ponta a ponta em cada uma das conversas salvas na plataforma, criminosos que entrarem na conta do usuário em um dos dispositivos conectados poderão acessar as conversas até que o dono perceba a atividade suspeita, todavia, isso não é considerado uma violação do sistema de segurança.

Segundo especialista, até o momento não há previsões de novos golpes por meio das novas atualizações do WhatsApp, porém, ele acredita que os riscos foram aumentados diante a facilidade de acesso por terceiros e falta de controle do titular da conta.

Diante disso, os cibercrimes que utilizam links maliciosos via propagação de mensagens no WhatsApp ou por SMS serão cada vez mais deixados de lado pelos criminosos, uma vez que há uma nova facilidade trazida com o novo recurso do mensageiro.

“Com essa atualização, você precisa sempre saber em quais aparelhos fez essas autorizações de uso e, se for um usuário assíduo dessa nova funcionalidade, de tempos em tempos deve fazer uma revisão para lembrar em quais telefones ou computadores deixou a sua conta conectada”, disse Marcus.

Posto isto, é necessário evitar conectar a conta do WhatsApp em dispositivos de terceiros e até mesmo em aparelhos públicos, como em lan houses, laboratórios de informática e de pesquisa de universidades, entre outras possibilidades.

 

4.2/5 - (6 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

1 comentário
  1. Adriano Diz

    Eu gostaria de saber se meu WhatsApp está sendo clonado

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.