Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

“Viva os trabalhadores”, diz João Dória em vídeo vetado pela CUT

O Governador João Dória (PSDB) recebeu um convite de Centrais Sindicais. A ideia era que ele participasse com um vídeo das celebrações virtuais do feriado de 1º de maio. O Governador chegou a enviar o vídeo, mas a Central Única dos Trabalhadores (CUT) não gostou nada dessa ideia e ele não vai mais aparecer no evento.

A informação é da coluna Painel do Jornal Folha de São Paulo. De acordo com a matéria, o Governador deu um discurso curto no vídeo onde dizia no final a frase “Viva os trabalhadores. Viva o Brasil”. Ele também falou sobre a questão da saúde na sua participação.

A CUT, que tem uma relação mais próxima com o Partido dos Trabalhadores (PT), se opôs ao vídeo e disse que não queria que ele fosse veiculado. As outras centrais como a Força Sindical, a UGT e a CSB discordaram desse posicionamento e queriam que o vídeo de Dória entrasse no evento.

De acordo com essas centrais sindicais, o vídeo de Dória funcionaria apenas como um “reconhecimento pelo trabalho do Governador de São Paulo”. Eles citaram, entre outras coisas, o processo de vacinação no estado e a oposição que Dória vem fazendo diante do Governo do Presidente Jair Bolsonaro.

Para que os dois lados entrassem em um consenso, eles decidiram não colocar o vídeo de Dória no evento. Por outro lado, eles optaram por apresentar uma citação afirmando que o Governador participou de diálogos com a classe dos trabalhadores durante esta pandemia do novo coronavírus.

Vídeo do Dia do Trabalhador

João Dória portanto não aparecerá em vídeo no evento virtual das Centrais Sindicais no Dia do Trabalhador. Ainda de acordo com a coluna da Folha de São Paulo, outros governadores aparecerão em vídeo no momento deste evento virtual.

Um deles, por exemplo, será Wellington Dias (PT-PI). Quem também vai enviar um vídeo é o Governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Guilherme Boulos (Psol-SP) também enviou o seu. Ele, aliás, acabou de disputar a Prefeitura de São Paulo ao lado de sua colega de partido, Luiza Erundina.

A coluna diz ainda que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) também enviou um vídeo. Não se sabe ao certo o que ele falou, mas sabe-se que a CUT não vetou o nome dele assim como fez com o colega de partido dele, João Dória.

Discurso de Dória

O Governador de São Paulo aproveitou o momento da pandemia para citar a questão da saúde para os trabalhadores neste momento. João Dória foi o primeiro político do Brasil a tirar uma foto ao lado de um processo de vacinação contra a Covid-19 no Brasil.

“Os trabalhadores estão aqui, reunidos virtualmente, para mostrar que devemos manter a fé e a esperança. Esse é um momento de luta, mas também de diálogo, de entendimento e de paz”, disse o Governador no vídeo curto que nem vai chegar a ir ao ar.

“Com diálogo, união e vacinas, faremos todos um Brasil mais justo, um Brasil melhor. Um Brasil mais inclusivo, um Brasil mais desenvolvido. Um Brasil com emprego, com saúde, e com trabalho. Viva o 1º de maio, viva os trabalhadores, viva o Brasil”, concluiu ele.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.