Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Veja como ficam os gastos com transporte no Brasil com a alta do combustível

Uma pesquisa que foi realizada pela Open Co, que é uma empresa de operação de crédito, divulgou o tamanho do impacto do aumento do preço do combustível no bolso do consumidor brasileiro ao longo dos últimos meses.

Para quem está em São Paulo e ainda têm a possibilidade de consumir um combustível mais barato do que a maioria dos estados, o custo anual com transporte chega em média a R$ 19.222, com gastos que não inclui apenas o combustível, mas também seguro e licenciamento.

A simulação considerou uma pessoa que percorre uma média de 30 km por dia (considerando a ida e volta), o que ao todo dá 900 km por mês. Lembrando que estes custos anuais foram projetados no estado de São Paulo.

Uso de táxi e Uber diários fica mais caro do que um carro próprio

Se você pensa que ter um carro próprio com o preço do combustível atual é algo caro, para quem utiliza ao longo do ano táxi ou Uber os custos são maiores. No caso do táxi, o gasto anual é de R$ 32.706, enquanto que o do Uber é de R$ 23.400. A opção mais barata ao longo do ano é o transporte público, em R$ 4.056 para quem reside na capital São Paulo.

Quando comparado ao preço do combustível de 2020 para 2021, o transporte público também acabou pesando mais no bolso. Os dados que constam na pesquisa da Open Co foram repassados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

Para São Paulo, na primeira semana de setembro de 2021 o litro da gasolina estava em R$ 5,77, sendo que em agosto do ano passado custava R$ 4. O levantamento final considerou que o custo para se manter um carro na capital paulista subiu 5,22%, tendo sido puxado pela alta dos combustíveis.

Preço do combustível deve manter a tendência de alta para 2022

A projeção de alta para os combustíveis deve se estender para o próximo ano, levando em conta o aumento do preço do petróleo no exterior. A projeção de um câmbio em R$ 5,10 no próximo ano também não deve acontecer, visto que o Governo até aumentou a taxa básica Selic, mas mesmo assim o dólar continua subindo, saindo de R$ 5,28 para R$ 5.35.

Somente entre setembro e dezembro deste ano, é previsto um aumento de 1,7% para a gasolina, o que significaria um aumento no preço de 33% no ano. O diesel também deve ter uma variação até o final do ano, subindo pelo menos mais 1,4%, encerrando 2021 com 39% de alta.

Um último relatório que foi realizado pela XP, apontou-se que no índice do IPCA (que mede os itens que constam na inflação), o preço do combustível avançou 2,8%, contra o 1,79% do diesel e somente no caso da gasolina, a alta é de 31% no acumulado do ano. Mesmo com reuniões programadas com a Petrobras, o combustível deve continuar subindo.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.