Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4.5/5 - (12 votes)

Varíola dos Macacos: Brasil registra três casos suspeitos da doença

O Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, acaba de informar que realiza o monitoramento de três casos suspeitos de varíola dos macacos no Brasil. Segundo informações da pasta, as notificações da nova doença aconteceram no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Ceará.

No Ceará, de acordo com informações da Secretaria de Saúde do Estado, o caso suspeito é de um residente de Fortaleza. De acordo com o órgão, estão em andamento medidas de isolamento domiciliar e coleta de material para exames.

Por outro lado, no Rio Grande do Sul, a Secretaria de Saúde passou considerar como suspeito um caso que estava em monitoramento. O caso é referente a um homem, de Portugal, que está em viagem a Porto Alegre. Ele procurou atendimento médico no último dia 19 e, novamente, no dia 23. O cidadão informou não ter conhecimento de contato com pessoas contaminadas em Portugal.

Por fim, o terceiro caso ocorreu em Santa Catarina. A suspeita é de uma mulher, de 27 anos, moradora da cidade de Dionísio Cerqueira, no Oeste do estado. A paciente começou a apresentar sintomas no último dia 24 e no momento aguarda o resultado dos exames de laboratório.

Sobre a doença

Dessa forma,para quem ainda não sabe, a varíola dos macacos é bem semelhante à varíola humana , que foi erradicada em 1980. A doença ocorre principalmente na África Central e Ocidental. Geralmente, os casos costumam aparecer nas proximidade de florestas tropicais onde há animais que estão contaminados com o vírus.

Como a varíola dos macacos é transmitida?

A princípio, é importante destacar que a varíola dos macacos não é uma doença de fácil contágio entre os seres humanos. Para que possa ocorrer a contaminação, por exemplo, é necessário que haja proximidade ou contato com um animal, ou com alguém infectado.

Atualmente, no caso dos seres humanos, a tese mais defendida é de que os roedores sejam o principal reservatório da doença, uma vez que a transmissão pode ocorrer pelo contato com objetivos contaminados com fluidos das lesões de pacientes infectados, através de secreções ou gotículas do sistema respiratório.

Seja como for, é importante destacar que a doença também pode ser transmitida da seguinte forma:

  • por tosse ou espirro de uma pessoa infectada;
  • tocando em roupas, roupas de cama ou toalhas usadas por alguém infectado;
  • tocando em bolhas ou crostas na pele de alguém infectado.

Quais os sintomas?

Antes de mais nada, é importante destacar que os sintomas da doença costumam surgir de 5 a 21 dias após a infecção e duram em média entre duas e quatro semanas. Os sintomas mais comuns são:

  • Dor de cabeça;
  • Dor nas costas e muscular;
  • Linfonodos inchados;
  • Arrepios;
  • Febre;
  • Erupções cutâneas que podem ser manchas, lesões ou bolhas.

Tratamento

O tratamento da varíola dos macacos atualmente inclui, basicamente, dois métodos:

  • Remédios para alívio dos sintomas;
  • Vacina contra varíola humana, funciona e pode contribuir para o controle de surtos da doença.
4.5/5 - (12 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.