Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Unesp estuda retomada das aulas presenciais a partir de indicadores

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) está recorrendo a indicadores predeterminados por comitê próprio para planejar a retomada das aulas presenciais em seus 24 campi, localizados em diferente cidades do estado de São Paulo.

A Unesp estabeleceu e divulgou no final de agosto deste ano os parâmetros, que entraram em vigor a partir de setembro, quando parte das atividades administrativas voltaram a funcionar presencialmente.

De acordo com regras estabelecidas pelo comitê da Unesp, é preciso observar dois indicadores da região na qual fica cada campus. O primeiro critério é a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A taxa de ocupação deve estar abaixo de 60% por 14 dias consecutivos. Já o segundo indicador é a taxa de reprodução de casos, que deve ser menor que 1,0.

Caso as regiões estejam dentro dos critérios, as unidades da Unesp poderão avançar para a próxima etapa da retomada em um período de duas semanas. No entanto, é preciso observar também o cumprimento de outras regras, que envolvem o distanciamento, o uso de máscara e a imunização completa. 

De acordo com a universidade, cada campus pode optar por permanecer mais tempo em uma mesma etapa.

“A retomada das atividades presenciais está sendo feita de maneira gradual e segura, de acordo com as realidades epidemiológicas regionais e com o plano letivo elaborado pelas coordenações dos cursos de graduação, sem uma data única para todas as 34 unidades universitárias”, informou a Unesp.

Confira mais informações no site da universidade.

E aí? Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

Leia também UFJF divulgou as notas dos módulos I e II do Pism 2021.

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.