Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Última parcela do auxílio de R$300: Renda Cidadã ou novo auxílio em 2021? VEJA

Nesta terça-feira (29), a Caixa Econômica Federal paga a última parcela do auxílio emergencial, encerrando o cronograma de pagamentos do programa. Cerca de 3,2 milhões de beneficiários nascidos em dezembro receberão o valor em conta.

O benefício, lançado neste ano como ajuda aos trabalhadores autônomos e desempregados durante a pandemia de coronavírus, não recebeu indicativo de prorrogação em 2021.

De acordo com o Ministério da Cidadania, o auxílio emergencial  pode retornar em 2021 apenas em casos resultantes de contestações administrativas e de decisões judiciais.

Apesar de a continuação do programa já ter sido descartada pelo governo, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, ter reafirmado que o auxílio será encerrado neste mês, parlamentares têm criado projetos que propõem a extensão do benefício por mais dois ou três meses em 2021.

Renda Cidadã ou novo auxílio em 2021?

O governo federal e a equipe econômica reafirmam que a extensão do auxílio emergencial não é uma possibilidade. No entanto, as pressões para uma possível prorrogação do programa já começaram.

Inicialmente, o objetivo era lançar um novo programa de renda social em substituição ao Bolsa Família, chamado de Renda Cidadã. Entretanto, o projeto cancelado após complicações com a procura de fontes para financiar a medida sem furar o teto de gastos.

Representantes do governo, em especial o presidente  Jair Bolsonaro (sem partido), vêm afirmando a manutenção do Bolsa Família, visto a falta de espaço fiscal para a criação de um novo programa social.

Bolsonaro tem o plano de aumentar o valor médio do programa, bem como ampliar o pagamento para mais famílias do país.

O atual líder governista e também senador, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), declarou que a possibilidade de ser criado um novo programa social, ou a retomada do auxílio emergencial será estudada pelo governo após o recesso parlamentar.

4 Comentários
  1. Mary Maria Diz

    O Brasil é um país onde os governantes só pensa em se dá bem em aumentar os salários deles a população q se dane pq os nossos salários e mínimo mínimo mesmo

  2. Roberta Diz

    Recebi a primeira parcela e foi pra avaliação , gostaria de saber o que pode ser feito para que eu receba o que é meu por direito

  3. WENDER PEREIRA BATISTA Diz

    Nasci em dezembro até agora meu Aux não caiu não estou bloqueado alguém pode me explicar já peguei duas no valor de 300

  4. Any Diz

    É necessário fazer alguma coisa pelo trabalhador que não consegue emprego pelo fato de existir muita exigências. Uma pessoa desempregada há muito tempo, ela mal consegue comer mal, mal, sem falar na família que muitas das vezes passam fome. Pergunto: como tira o auxílio emergencial? Tem que dar prosseguimento… Não tem essa de fica discutindo não. Que dá com fome não esperava. Isso era pra ontem, era pra já está tudo certo. O trabalhador fica com fome e os cidadãos deputados ganhando enormes salários!!! Acorda!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.