Tinder entra na onda dos realities de namoro com recurso Date às Cegas

Nova ferramenta busca atingir geração Z e sua busca por nostalgia e conexões autênticas

Na busca por aumentar seus recursos e oferecer maneiras diferentes para conectar usuários, o Tinder lançou o “Date às Cegas”. A opção, que entra na onda de um recente reality show promovido pela Netflix – o Casamento às Cegas – estará disponível em breve na seção Explorar. A intenção é simples, dar aos membros a chance de dar um match antes de verem os perfis um do outro, fazendo da conversa – ao invés das fotos -, a primeira impressão.

LEIA MAIS: Tinder se compromete com a verificação de identidade para membros globalmente

O Date às Cegas é a mais recente novidade dentro do Papo Rápido, um dos recursos feitos e pensados pelo Tinder para ajudar os membros do app a se conectarem mais rápido por meio de prompts e jogos inovadores e divertidos. Só será possível ver o perfil e as fotos da outra pessoa se ambos decidirem dar match após o bate-papo. 

Segundo o Tinder, o recurso foi inspirado em uma maneira mais tradicional de conhecer alguém, como quando algum familiar ou amigo “tem alguém para te apresentar”. “O Date às Cegas é uma maneira de conhecer alguém baseado na personalidade em primeiro lugar”, afirma a empresa. 

Além disso, a intenção é atingir a Geração Z (que nasceu entre a segunda metade da década de 1990 e antes de 2010), atingindo hábitos que valorizam a autenticidade ao mesmo tempo em que explora a nostalgia dos programas de TV, para uma geração não tão jovem. 

Como funciona 

Funciona assim: ao entrarem na nova experiência os membros do app podem responder uma pequena série de perguntas para quebrar o gelo. As perguntas terão múltiplas escolhas, como: “Não há problema em usar uma camisa ____ vezes sem lavá-la” ou “Eu coloco ketchup em ____.” 

Após essa etapa, serão emparelhados uns com os outros com base em pontos em comum. Eles então terão a chance de participar de um bate-papo cronometrado, sem saber nenhum detalhe sobre a pessoa do outro lado da tela, apenas saberão de suas respostas às perguntas. Quando o tempo acabar, eles podem curtir o perfil do outro, que será revelado se rolar o match, ou podem escolher por conversar com outra pessoa. 

Nos primeiros testes, os membros que usaram o recurso de encontro às cegas tiveram 40% mais matches do que aqueles que usaram outro recurso de bate-papo rápido com perfis visíveis, mostrando uma disposição entre os participantes de interagir – e, finalmente, dar match – com alguém que eles podem ter ignorado em outro momento. 

Date às Cegas pode ser encontrado na seção Explorar, o novo espaço interativo do Tinder. Semelhante às preferências da vida real que todos nós temos sobre onde vamos para conhecer alguém novo, o Explorar oferece aos membros opções para visualizar perfis organizados por interesse e oferece a eles novas maneiras de se conectarem com uma lista crescente de experiências interativas compartilhadas, como Papo Rápido, Vibes, Swipe Night, Modo Música e, agora, o Date às Cegas. 

Date às Cegas já está disponível em todos os mercados de língua inglesa e será lançado para os membros do Tinder globalmente nas próximas semanas. 

Golpista do Tinder 

Outra série da Netflix impactou o negócio do Tinder, mas de uma maneira negativa. Em fevereiro, o streaming estreou a série “Golpista do Tinder” e fez com que a plataforma agisse para garantir a segurança de seus usuários. 

Baseado em um caso que aconteceu em 2018, o documentário narra a história de um israelense que fingiu ser um bilionário para aplicar golpes em diversas mulheres, somando US$ 10 milhões em fraudes. 

Para impedir que outras pessoas se inspirem no golpista, o Tinder começou a alertar usuários com instruções para se protegerem. A plataforma lançou um guia “Dicas de segurança no namoro”. Entre as dicas, estão: 

  • Nunca enviar dinheiro ou informações financeiras. O app lembra que mesmo transferências bancárias não podem ser revertidas, sendo difícil até rastrear o dinheiro. 
  • Proteger suas informações pessoais, como documentos e endereços. 
  • Cuidado com relacionamentos a distância e internacionais, principalmente com quem alega ser do mesmo local e que precisa de ajuda para voltar. 
  • Denunciar todos os comportamentos suspeitos e ofensivos. 
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.