Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Sono e aprendizagem: qual a relação?

A relação entre sono e aprendizagem pode ser percebida de diversas formas. Para você começar a pensar sobre o assunto, tente se lembrar de uma noite ou uma semana mal dormida que você viveu: Como foi o seu rendimento nos estudos? Você conseguiu absorver bastante conteúdo? Pense sobre isso.

Muitas vezes, a forma como cuidamos do nosso sono pode comprometer os nossos resultados acadêmicos, tanto positiva, quanto negativamente. Por isso, trouxemos alguns apontamentos que podem lhe ajudar a preparar uma rotina mais saudável. Confira e saiba mais!

Qual a relação entre o sono e aprendizagem?

A relação entre sono e aprendizagem é bastante forte. Nós aprendemos conforme memorizamos e internalizamos determinadas informações e conteúdos, isso quer dizer que se não tivermos subsídios para memorizar bem, não iremos aprender da melhor forma, concorda?

Basicamente, o sono é um dos principais pilares da aprendizagem. Ele ajuda a regular o nosso humor, o nosso sistema imunológico, nossa saúde mental, memória, concentração, e assim por diante.

Sendo assim, quando não praticamos a higiene do sono, não temos uma rotina de sono adequada e não cuidamos da nossa mente nesse sentido, nossa aprendizagem pode ficar comprometida.

Abaixo listamos outros apontamentos que podem servir de base para você começar a refletir sobre as suas noites de sono:

1. Nosso sono impacta na memorização

Quando dormimos, o nosso cérebro entra em uma função bastante interessante: ele começa a organizar as nossas memórias e aprendizagens. Isso quer dizer que ele irá fazer uma verdadeira “faxina” em nossa mente, apagando o desnecessário e armazenando o que é importante. Porém, quando dormimos mal, o cérebro pode deixar de conseguir atuar profundamente nessa memorização importante. Assim, determinadas informações podem ser esquecidas, prejudicando nossa aprendizagem como um todo.

2. Mente cansada atrapalha a concentração

Uma mente cansada pode dificultar a concentração. Isso porque o sono perdido pode nos deixar mais exaustos ao longo do dia, e essa exaustão pode dificultar o foco durante uma leitura, por exemplo. No agregado, esse tipo de dificuldade pode impedir que determinadas informações sejam verdadeiramente absorvidas pela nossa mente.

3. O cansaço pode abrir caminho para a procrastinação

Quando nos sentimos cansado, a sensação de preguiça também pode aparecer. Essa preguiça, no início silenciosa, pode provocar a procrastinação – especialmente se não nos dermos conta de que se trata de um cansaço por falta de sono. Logo, vamos deixando algumas atividades para mais tarde, acumulando-as e diminuindo as chances de haver uma boa aprendizagem.

4. A produtividade pode cair se ficarmos com o humor irritado

O nosso humor também pode ser impactado pelo sono. Assim, quando pensamos na relação entre sono e aprendizagem, pensemos também no quanto o nosso humor pode ter um papel importante nessa história.

Se estamos felizes e nos sentindo bem, podemos ter mais motivação para estudar. Porém, o cansaço pode abrir caminho para a irritabilidade que atrapalha os estudos.

No entanto, aqui vale um adendo: é claro que haverá dias com emoções ruins durante os estudos. O que queremos dizer é que algumas alterações de humor podem estar associadas à má qualidade do sono, e neste caso devemos cuidar do nosso descanso se quisermos melhorar nosso desempenho. Pense nisso.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.