Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Sonho da casa própria: Veja como os brasileiros pretendem comprar um imóvel

De acordo com uma pesquisa feita pelo Datafolha, 45% dos cidadãos brasileiros que pretendem comprar um imóvel e mudar de casa não se planejam. O levantamento encomendado pelo QuintoAndar e divulgado na última quinta-feira (9) entrevistou 3.186 pessoas acima de 21 anos em todas as regiões do país. 

Apesar de grande parte dos entrevistados não pretender comprar um imóvel, a pesquisa constatou que um terço deles considera alta a chance de mudar de casa nos próximos dois anos. Em contrapartida, 57% afirmaram ter a intenção de adquirir um imóvel próprio.

Ao analisar as respostas dos entrevistados que moram de aluguel, 48% afirmaram que pretendem se mudar. Vale ressaltar que essa porcentagem é a maior entre jovens de 21 a 24 anos (47%), solteiros (39%) e os que moram em apartamentos (38%). 

Entre os principais motivos para comprar uma casa própria, 8 em cada 10 entrevistados relataram o desejo de não precisar mais pagar aluguel (43%) ou realização de um sonho (37%). Além disso, 13% afirmaram que o intuito é ter estabilidade financeira e 11% enxergam como investimento. 

Veja como os brasileiros pretendem comprar um imóvel 

A pesquisa feita pelo Datafolha questionou os entrevistados sobre como eles pretendem adquirir um imóvel. Desse modo, 52% disseram que pretendem realizar um financiamento, 25% visam pagar à vista, 9% responderam que devem pedir ajuda a familiares e 9% devem aderir a consórcios

Entre os 52% dos indivíduos que precisarão de um empréstimo para adquirir um imóvel, 52% buscarão um banco. Vale destacar que 26% afirmaram que pretendem realizar a compra por meio do programa Casa Verde e Amarela

Para Jonas Marchetti, diretor de Crédito do QuintoAndar, é importante se organizar financeiramente quando se tem a compra de imóveis como objetivo. “As despesas costumam aumentar quando você deixa de ser inquilino e vira proprietário, com a manutenção do imóvel. Por isso, é preciso fazer uma reserva para gastos inesperados e não deixar tudo na transação”, disse.

Marchetti ainda ressaltou que é importante estudar as formas de pagamento antes de concluir a compra. “A dica é sempre levar em conta o custo efetivo total: ou seja, analisar a forma de correção das parcelas, o custo do seguro. É preciso fazer contas. Se a pessoa não estiver segura com todos os cálculos para fazer um financiamento, o ideal é procurar ajuda, conversar com amigos, pesquisar mais”, explica.

Vale a pena adquirir a casa própria?

Para o diretor de Crédito do QuintoAndar, é importante que seja feita uma reflexão sobre o que vale mais a pena (comprar ou alugar). No entanto, essa pergunta não possui uma resposta correta, já que depende da realidade de cada indivíduo. “Depende muito da fase da vida em que cada um está. Se a pessoa vai casar, é preciso pensar em um imóvel que caiba todo mundo — especialmente se pretende ter filhos ou um pet”, disse.

Apesar disso, Marchetti alerta sobre os altos custos de transação ao comprar um imóvel. “Como os custos de transação são caros, é essencial planejar o período que se espera ficar no imóvel. Se for pouco tempo, talvez seja melhor alugar que comprar”, explica o diretor de crédito. 

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.