Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Servidores do BC se reúnem para discutir nova greve nesta sexta, 29

Servidores do Banco Central se reunirão mais uma vez para discutir a possibilidade de nova paralisação da categoria nos próximos dias

Servidores do Banco Central (BC) poderão participar de uma nova greve dentro de mais alguns dias. Uma nova paralisação ainda não está confirmada, mas também não está descartada. Uma reunião com os trabalhadores está oficialmente marcada para a próxima sexta-feira (29). A expectativa é de que os sindicatos envolvidos cheguem em um consenso sobre o tema.

O próprio presidente do Sindicato Nacional de Funcionários do Banco Central (Sinal), Fábio Faiad, confirmou a existência da reunião. Ele disse que o encontro acontecerá às 14 horas e definirá os rumos da greve. A partir daí, os trabalhadores poderão decidir se o movimento grevista retornará ou se ele seguirá suspenso por mais tempo.

Vale lembrar que os servidores do BC estavam em greve nas últimas semanas e decidiram aplicar uma pausa que dura neste momento entre os dias 20 de abril e 2 de maio. A discussão agora passa por esse possível retorno ao processo de greve. Parte dos servidores prefere seguir com a paralisação e outra parte prefere voltar aos trabalhos.

Segundo o sindicato, a paralisação temporária da greve aconteceu para “dar um voto de confiança ao presidente do BC”. Eles estão falando de Roberto Campos Neto, que nas últimas semanas, realizou algumas reuniões para tentar chegar em um acordo com os grevistas e retomar os trabalhos em sua totalidade.

De toda forma, o próprio Faiad disse na última segunda-feira (25) que há uma chance maior de um retorno para a greve na próxima semana. Isso porque, ainda de acordo com ele, o Governo Federal ainda não teria sinalizado nada na direção da contraproposta que teria sido apresentada pelos sindicatos sobre a questão do reajuste salarial.

Greve causa consequências

Nesta quarta-feira (27), o Banco Central (BC) anunciou que não retomará o processo de consulta ao dinheiro esquecido em instituições financeiras no próximo dia 2 de maio. Essa é a data que estava oficialmente marcada inicialmente.

O motivo alegado pelo BC é justamente a paralisação dos servidores do banco. A instituição afirma que com a parada dos trabalhadores, o sistema de consulta não pôde ser devidamente atualizado até este momento.

Com isso, o BC decidiu adiar a segunda etapa de consulta ao Sistema de Valores a Receber. Eles ainda não apontaram para uma nova data e disseram apenas que os trabalhadores não serão prejudicados com o adiamento.

O outro lado

Servidores do BC aderiram à paralisação alguns dias depois do início da greve dos trabalhadores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Os pedidos são basicamente os mesmos por parte dos empregados.

Eles pedem melhorias nas condições de trabalho, e reajuste salarial. No caso específico dos servidores do BC, o pedido é para um aumento de 27% e que a elevação valha a partir de junho deste ano.

Na última semana, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, sinalizou que o Governo Federal dará um aumento para todas as categorias. No entanto, o planejamento atual é de pagar uma elevação de 15%, ou seja, bem menos do que o pedido pelos servidores.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.