Seguro do PIX pode proteger suas transações por menos de R$3; confira agora opções e cuidados

A popularização do Pix como o meio de pagamento mais utilizado pelos brasileiros trouxe consigo um aumento significativo nas tentativas de fraude. De acordo com a empresa de segurança digital Kaspersky, o número de trojans bancários para celulares atingiu seu maior pico em seis anos, com cerca de 200 mil malwares identificados em 2022.

Seguro Pix: proteja suas transações a partir de R$ 2,90

Diante desse cenário, surgiu no mercado o seguro Pix, uma apólice que promete proteção nas transações com o pagamento instantâneo. Assim, diversas instituições financeiras passaram a oferecer esse produto com valores de contratação que variam de R$ 2,90 a R$ 32, e cobertura de R$ 3 mil a R$ 50 mil.

A importância do seguro Pix

Embora as estratégias para combater golpes e fraudes tenham evoluído, como o aperfeiçoamento dos sistemas bancários, a criação de ferramentas de devolução de valores e a imposição de limites diários de transações pelo Banco Central, os prejuízos continuam a crescer.

Por isso, o seguro Pix se tornou uma solução essencial para proteger as transações. É importante ressaltar que as instituições financeiras geralmente não oferecem um produto específico para assegurar apenas transações via Pix.

Pois, na maioria dos casos, a cobertura faz parte de seguros que protegem contra outras transações financeiras indevidas, como TED ou DOC realizadas sob coação ou após roubo ou furto. Portanto, ao contratar um seguro, o consumidor deve verificar atentamente os detalhes da cobertura oferecida.

Entendendo as fraudes do Pix

O Pix, por si só, é um sistema que facilita a vida tanto para pessoas de bem quanto para mal-intencionados. Em teoria, todas as transações eletrônicas são rastreáveis. No entanto, os fraudadores criam redes de contas falsas, conhecidas como “contas laranjas”.

Desse modo, após roubar o dinheiro da vítima, eles realizam uma série de transferências e, em seguida, sacam o dinheiro, dificultando o rastreamento dessas operações ilícitas.

Seguro Pix: proteja suas transações
Seguro Pix: proteja suas transações. Imagem: Canva

O que observar ao contratar um seguro Pix?

Antes de contratar um seguro Pix, é fundamental considerar alguns aspectos importantes:

  • Cobertura: verifique quais transações o seguro protege e qual o valor máximo de cobertura oferecido.
  • Prêmio do seguro: avalie o preço pago mensalmente para ter direito à cobertura do seguro.
  • Vigência: confira o período de duração do contrato.
  • Carência: verifique quanto tempo é necessário esperar para que o seguro comece a valer.
  • Franquia: esteja ciente do custo que você terá que arcar em caso de sinistro.
  • Prazo de reembolso: saiba quanto tempo levará para receber o valor do reembolso após um sinistro.

Dicas de cuidado nas transações

Além do seguro Pix, é importante adotar medidas de segurança ao realizar transações financeiras. Desse modo, nunca compartilhe informações pessoais, mesmo que a pessoa pareça ser confiável. Os fraudadores podem se passar por instituições financeiras para obter dados pessoais e bancários.

Dessa maneira, sempre verifique os detalhes da transação antes de confirmar a operação, como o nome do destinatário e o valor envolvido. Mantenha seus dispositivos seguros mantendo o software atualizado e evitando a instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

De modo geral, ao enviar seu celular para reparo em uma loja especializada ou assistência técnica, tome cuidado. Assim, antes do conserto, desinstale aplicativos de bancos, redes sociais, e-mails e contas pessoais.

Por isso, verifique se não há arquivos contendo senhas armazenadas no aparelho. Sempre utilize a autenticação de dois fatores, se disponível, como forma adicional de proteção ao acessar sua conta.

Por fim, fique atento a fraudes envolvendo a criação de páginas falsas para enganar os usuários. Uma vez que os golpistas redirecionam as vítimas para sites falsos, nos quais são solicitadas informações bancárias.

Desse modo, nunca forneça seus dados em páginas suspeitas. Além disso, adote boas práticas de segurança ao realizar transações, como manter seus dispositivos atualizados e verificar sempre os dados das transações antes de confirmá-las.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.