Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Roraima realiza pagamentos do Auxílio Empreendedor

Programa busca incentivar a economia e dar um apoio a quem sofreu com a pandemia da Covid-19.

Nesta última semana, o governo de Roraima dará continuidade à entrega dos cartões do programa Auxílio Empreendedor. O processo ocorre por meio da Secretaria de Trabalho e Bem-Estar Social (Setrabes), com o objetivo de chegar aos participantes que aguardavam a confecção do mesmo.

Assim, o pagamento do valor de R$ 1.000 referente às duas parcelas do benefício também ocorreram. O procedimento há havia sido anunciado pelo governador Antonio Denarium, no dia 25 de novembro, data de lançamento do programa. 

Antonio Denarium, atual governado do estado, declarou recentemente que o programa possui a finalidade de auxiliar os microempreendedores individuais que mais foram atingidos pelos impactos na atividade comercial pela pandemia de Covid-19. 

“Nesse momento é uma satisfação o Governo poder estender a mão para aqueles que mais precisam. É mais um programa social emergencial criado para contemplar os microempreendedores individuais, artistas, agricultores familiares, indígenas e autônomos. Honrando um compromisso anunciado durante a entrega dos cartões no Parque Anauá, estamos creditando hoje (20) as duas parcelas restantes totalizando R$ 1.000,00”, declarou o mesmo.

O que é o Auxílio Empreendedor?

O Auxílio Empreendedor ampara cerca de 10 mil microempreendedores individuais, agricultores familiares, artistas, indígenas e trabalhadores autônomos do estado.

A inscrição no benefício, então, se iniciou em julho deste ano. Além disso, a quantia que o programa destina aos participantes é de R$ 1.500, e possui o objetivo de incentivar o empreendedorismo. 

Nesse sentido, Tânia Soares, titular da Setrabes, entende que o o auxílio teve um efeito positivo na complementação da renda destas pessoas durante a pandemia, de acordo com declarações dos mesmos.

“Além de promover o auxílio social aos beneficiários, temos também um importante incremento em nossa economia local. Os recursos aplicados oriundos do Governo de Roraima, impactam diretamente o nosso comércio, que passa a vender mais, gerando renda aos empresários locais com a aplicação de forma responsável dos recursos”, destacou a secretária.

Leia mais:

Auxílio Brasil: lei do programa é sancionada

Auxílio Brasil: o que muda na renda per capita após assinatura da MP

Capital de Roraima recebeu 1,248 cartões do Auxílio Empreendedor

Na última semana, o Governo do Estado de Roraima realizou a entrega de mais um lote de cartões do Auxílio Empreendedor. Dessa forma, cerca de 1.248 cartões do programa chegaram na cidade de Boa Vista.

Os cartões, portanto, já contam com a quantia de R$ 1.000, que corresponde a duas parcelas do benefício. 

O processo de entrega ocorreu na Escola Estadual Severino Cavalcante, na cidade de Boa Vista, capital do estado. Ao todo, o programa irá conceder R$ 1.500 aos cidadãos inscritos.

De acordo com o governador Antonio Denarium, o benefício irá auxiliar cerca de 10 mil empreendedores autônomos residentes na Capital e no interior do estado. 

“Além de Boa Vista, entregamos os cartões auxílio autônomo empreendedor em Mucajaí e várias cidades do Estado de Roraima.  Esse dinheiro vai ajudar os autônomos que perderam a renda durante a pandemia de covid-19. Hoje nós temos os maiores projetos sociais da história de Roraima. Isso graças ao trabalho do Governo do Estado”, frisou o governador. 

Além disso, no município de Mucajaí, cerca de 352 pessoas tiveram acesso aos cartões do benefício. A entrega, então, aconteceu na Escola Estadual José Monticone. 

“Hoje estamos atendendo a população de Mucajaí, aquelas pessoas que perderam renda durante a pandemia, que são garçons, motoristas, costureiras, fazedores de cultura e outros profissionais. Esse já é o maior programa social da história de Roraima, é um investimento de R$ 15 milhões, recursos próprios do Estado. É o Governo do Estado dando dignidade e levando benefício pra toda a população do estado de Roraima”, declarou Denarium.

Governo de Roraima distribuiu alimentos em ação de Natal

Além do Auxílio Empreendedor, o estado de Roraima realizou a entrega de cerca de 15 mil cestas básicas e 5 mil cartões que possuíam crédito. Estes, então, continham R$ 200 para famílias em situação de vulnerabilidade social que foram impactadas pela pandemia de Covid-19.

Assim, a ação Natal Presente integra parte do programa Cesta da Família e terminou na última quinta-feira, 23 de dezembro, com a distribuição de 400 toneladas de alimentos. 

Nesse sentido, cada cesta tinha 46 produtos necessários para a alimentação de uma família de até quatro membros por um período de um mês. 

Dessa maneira, segundo a Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social, o objetivo principal da ação é de levar alimento à população vulnerável. Assim, seria possível que estar consigam comemorar o fim deste ano de maneira digna. Ao todo, portanto, mais de 20 mil famílias foram contempladas pelo projeto. 

“Nosso principal objetivo é levar um Natal digno e de qualidade às famílias. Nós concluímos as quatro entregas previstas na fase emergencial do programa Cesta da Família e acrescentamos mais esta entrega como um presente de Natal, para garantir alimento na mesa das pessoas nesse fim de ano”, declarou o governador Antonio Denarium durante a entrega dos alimentos.

Leia mais:

Auxílio Brasil: governo divulga calendário de pagamentos de 2022

Programa Cesta da Família entregou 300 mil cestas

Por fim, é importante lembrar que o programa Cesta da Família se iniciou no ano passado, em caráter emergencial. Portanto, tinha a finalidade de atender famílias impactadas economicamente em razão da pandemia. Desde a sua criação, então, o programa já realizou a entrega de mais de 300 mil cestas básicas no estado. 

Para auxiliar a população por um período maior, o Governo do Estado de Roraima transformou o programa Cesta da Família em uma medida permanente. Assim, para o próximo ano, a gestão estima um investimento de cerca de R$ 120 milhões.

Desse modo, o formato do programa também deverá sofrer algumas modificações. A intenção da gestão, então, é que a maioria dos participantes do programa sejam recebam um cartão com o saldo de R$ 200. Além disso, este será aceito em mais de 700 estabelecimentos comerciais credenciados no estado. No entanto, a cesta física continuará sendo distribuída para alguns casos específicos. 

“Por determinação do governador Antonio Denarium, a gente já está fazendo a migração do programa. A meta era fazer 10 mil migrações ainda este ano e já foi atingida. Já entregamos os cartões desses beneficiários que estão no programa permanente. Para 2022, a determinação é que a gente atinja uma meta de 50 mil famílias”, frisou Mikael Cury-Rad, secretário adjunto da Setrabes.

5/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

1 comentário
  1. Jaqueline Diz

    É só em SP que o pgto mtas pessoas não receberam. Que vergonha sesse Governo!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.