Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Revisão do INSS em 2020 paga até R$ 62.340 para segurados; veja quem pode

Pagamentos referentes aos atrasados de ações previdenciárias, que incluem revisões de aposentadorias e pensões, estão sendo feitos

Atenção, aposentados e pensionistas do INSS. Os pagamentos referentes aos atrasados de ações previdenciárias, que incluem revisões de aposentadorias e pensões, já estão sendo realizados. Saiba mais!

Em nota, o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2 ES/RJ) revelou que cerca de 5.462 aposentados e pensionistas das unidades federativas do órgão que tiveram sentenças judiciais julgadas favoráveis no final de 2019, terão direito ao lote.

Os segurados vão receber uma parcela dos cerca de R$ 69,5 milhões disponíveis. O s valores serão recebidos através da modalidade de “ordem de pagamento”, as chamadas Requisições de Pequeno Valor (RPVs), que são expedidas pelo próprio TRF.

De acordo com o Tribunal, o valor limite estabelecido é de até 60 salários mínimos, ou seja, R$62.340. A liberação dos valores também deverá acontecer em outros estados.

Saiba como consultar

Para saber quem tem direito ao lote de pagamentos será necessário acessar o site do TRF-2. Confira o passo a passo para consulta:

  1. Será necessário acessar a página do TRF-2;
  2. No site do órgão, acesse o menu de opções disponível no lado esquerdo da tela e busque pela aba “Precatórios e RPV”;
  3. Após isso, é necessário clicar em “Consulta” e depois em “Requisições expedidas”, conforme data do processo;
  4. Com o “número do requisitório” ou CPF em mãos, basta preencher a aba destinada às informações, seguido do código de verificação;
  5. Após isso, clique em “Confirmar”.

Pagamentos dos atrasados

Os vitoriosos das ações na justiça contra a Previdência Social devem se atentar aos procedimentos de recebimento dos valores. De acordo com o Tribunal, os pagamentos serão realizados pelas instituições públicas, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

Os valores de até R$ 99.999,99 não necessitam de alvará e podem ser retirados em qualquer agência do Banco do Brasil. Os precatórios com valores a partir de R$ 100 mil, só poderão ser sacados nas chamadas “agências com perfil de centralizadora” da estatal.

Já para compensações realizadas na Caixa, ordens de pagamentos no valor de até R$100 mil podem ser feitos em qualquer agência, sem apresentação do alvará. Nos valores acima disso, será necessário retirar nas “agências de relacionamento com o poder judiciário”, como por exemplo, as Seções Judiciárias.

Para aposentados ou pensionistas falecidos, o recebimento dos valores pode ser feito por herdeiros legítimos.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.