Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Regime Militar: o Governo Geisel

Ernesto Geisel assumiu a presidência em 1974 

O Governo Geisel: entenda o tema

O termo “governo Geisel” se refere ao período do regime militar brasileiro no qual Ernesto Geisel esteve no poder. 

O assunto é cobrado com grande frequência por questões de história geral das mais variadas provas do país, como os concursos, os vestibulares e o ENEM. 

Assim, para que você garanta um bom desempenho no seu exame, o artigo de hoje trouxe um resumo sobre o governo Geisel. 

O Governo Geisel: introdução 

Ernesto Geisel assumiu a presidência do país no período da Ditadura Militar, governando entre os anos de 1974 e 1979. 

O Governo Geisel: a escolha

Com o fim do governo Médici, os militares se uniram para escolher um novo presidente para o Brasil. Historiadores apontam que o nome de Geisel foi escolhido por ele estar desvinculado da opressão praticada por outros. Isso porque, naquele momento, o país começava a dar sinais de crise, tanto econômica como política, e Geisel tinha a aparência menos autoritária, o que poderia ajudar.

O Governo Geisel: características

Ernesto Geisel iniciou, dessa forma, um governo que sinalizava o início do processo de redemocratização. Porém, esse era realizado de forma lenta e gradual, buscando sustentar o regime e resolver os problemas econômicos do país. 

Nesse sentido, um novo modelo de desenvolvimento foi proposto: o II Plano Nacional de Desenvolvimento. O objetivo do mesmo era conter a inflação e a crise econômica enfrentadas pelo país e, ao mesmo tempo, manter o crescimento econômico. Aliado a isso, Geisel investiu também no setor estatal, injetando recursos para elevar a taxa de juros. 

O Governo Geisel: controvérsias

No entanto, a transição para um regime menos opressor e mais democrático foi rejeitada pelos mais conservadores. Assim, uma parte dos militares começou a se opor ao presidente, espalhando panfletos contra Geisel.

Ao mesmo tempo, as denúncias de opressão por parte do governo continuavam. Um fato notório foi a morte do jornalista Vladimir Herzog.

Assim, em meio à uma onda de protestos e oposição ao governo, foi criada, no ano de 1976, a Lei Falcão, que proibia a organização de campanhas eleitorais em quaisquer veículos de comunicação. Foram ainda promulgados decretos para a ampliação do mandato presidencial e o presidente passou a governar através de decretos.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
1 comentário
  1. carlos Diz

    Amo vc!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.