Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Prova de vida: veja o que fazer quando se perde o prazo final

De acordo com o INSS, é possível reativar o benefício mesmo depois de perder o prazo para a realização da prova de vida

A prova de vida é uma espécie de dispositivo do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que tem como objetivo evitar fraudes. A ideia é que o segurado vá até o banco em que recebe o benefício para provar de está vivo. Quem perde o prazo acaba passando por um bloqueio na conta e não recebe mais o dinheiro.

Depois de vários meses sem exigir a realização da prova por causa da pandemia, o INSS decidiu recuperar essa obrigatoriedade. Eles publicaram um novo calendário com novos prazos para que as pessoas sigam e não deixem de receber o benefício. Acontece que mesmo diante de tantos avisos e lembretes, muita gente ainda perde essas datas.

Quando se perde esse limite de tempo para a realização do processo, a pessoa ainda pode recuperar o benefício. No entanto, é preciso prestar atenção nas regras. É que existem três fases de descontinuação do serviço. O bloqueio, a suspensão e o cancelamento. Quando mais tempo se passa do prazo, mas perto o cidadão fica desta última etapa, que é também a mais delicada de se resolver.

Se a conta do cidadão está bloqueada ou suspensa, a situação é um pouco mais simples. Basta ele ir até o banco em que ele recebe o dinheiro da aposentadoria. Por lá, ele vai conseguir fazer a prova de vida, mesmo em atraso, e logo depois vai ter uma reativação do cadastro. Pelo menos é isso o que diz o INSS.

Agora se esse cidadão está com a conta cancelada, ele vai precisar agendar um processo de reativação do serviço no próprio Instituto. Para isso, ele precisa ligar para a autarquia através do número 135. Além disso, ele pode fazer esse agendamento pelo app Meu INSS. Aí ele vai ter que estar munido do seu CPF e dos dados de acesso.

Encontro presencial

A grande questão é que não tem como fugir do encontro presencial. Salvo os casos em que algumas pessoas podem fazer a prova de vida digital, todos os outros precisam ir até o banco para realizar esse procedimento. Pelo menos essa é a ideia.

Então o ideal mesmo é não deixar de ir fazer essa prova de vida. Afinal, pode-se evitar perder o benefício justamente em um momento em que o país está passando por um aumento no custo de vida. Analistas aconselham que é melhor evitar dores de cabeça neste momento.

Além disso, vale lembrar também que não é preciso esperar até o mês de vencimento para fazer esse procedimento. Basta ir ao banco em que recebe o dinheiro do benefício e realizar o processo. É importante ligar antes para a agência do seu banco para saber como está o horário de atendimento nesta pandemia do novo coronavírus.

Prova de vida

De acordo com informações do próprio INSS, algo em torno de 7 milhões de pessoas ainda precisam realizar a prova de vida no Brasil. São indivíduos que estão há vários meses sem realizar esse procedimento.

Quem deveria ter feito a fé de vida entre os meses de agosto e setembro do ano passado, tem até o próximo dia 30 de setembro deste ano para fazer o processo. Quem não conseguir seguir esse prazo, passa imediatamente por um bloqueio de conta.

Para saber qual era o mês de vencimento da prova de vida no ano passado, é preciso entrar em contato com o banco em que recebe o dinheiro. Isso porque cada instituição financeira possui as suas próprias regras neste sentido.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
1 comentário
  1. maria do Socorro Guedes dos santos Diz

    Como faço pra conseguir

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.